Notícias

Atualizado em 05/06/2019 às 12h52

Preparativos da Semana da Pátria 2019 iniciam com mobilização de gestores escolares

A Prefeitura de Sanstarém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) promoveu na terça-feira, 04, um encontro que contou com a participação de aproximadamente 120 gestores escolares das regiões Urbana, Planalto e Rios. Segundo a secretária de Educação, Mara Belo, a ação objetivou o início das mobilizações da Semana da Pátria 2019, que este ano vai abordar a temática de Meio Ambiente.

Para a secretária o encontro serviu de engajamento das escolas no sentido de fortalecer um trabalho que vai surgir a partir de uma problemática que cada unidade vivencia no seu dia a dia. Com isso, poderão desenvolver atividades de intervenção com o seu público, o que deverá culminar com uma apresentação no decorrer da Semana da Pátria – 2019.

Mara Belo disse ainda que para iniciar o processo, a Semed convidou a Promotora Lílian Braga, do Ministério Público Estadual para desenvolver uma palestra aos diretores das escolas, enfatizando, sobretudo, a legislação que rege a Educação Ambiental. "Esses esclarecimento vão ajudar os gestores escolares a atuar de forma mais prática e dinâmica e que possam envolver as comunidades escolar e local", ressaltou.

A secretária Mara Belo reforçou que as escolas já trabalham com a Educação Ambiental, mas a proposta deste ano é que o trabalho seja mais articulado enquanto rede de escolas municipais, se possível envolver também a rede estadual e demais instituições que trabalham com essa temática.

De acordo com Maria Belo as ações devem partir da Semed. "Nós também estamos fazendo um levantamento para saber qual é a nossa problemática dentro da Secretaria em relação às questões ambientais e com isso vamos poder realizar ações ambientais que interfiram, positivamente, em favor da comunidade", explicou.

A Promotoria do Ministério Público Estadual, Lílian Braga, que acompanha a saúde e a educação na 8ª Promotoria de Justiça, em Santarém, foi convidada da Semed para dialogar com os gestores escolares sobre a legislação da Educação Ambiental. Segundo ela, a perspectiva ambiental na Amazônia, nas escolas já pode ser considerada como uma realidade. Percebe-se que sempre há um esforço da Secretaria de Educação em parceria com as escolas, para introduzir nas escolas as questões ambientais. No entanto, é necessário que se discuta a temática, para se atender as provocações legislativas. Lílian disse que em sua fala fez uma provocação aos gestores escolares de se discutir a Educação Ambiental como a preservação da vida, como um ponto de partida e de chegada para essa discussão. "Pensar que cuidar da questão ambiental é cuidar da preservação da própria vida do homem aqui no nosso lugar", destacou.

A promotora disse que são desafios que se tem nos quais o Ministério Público se coloca junto por ser uma das atribuições da instituição, que é a implementação das políticas públicas, e a partir dessa realidade se fazer projetos e discuti-los para saber como se pode proceder à preservação da vida. "Os nossos projetos precisam ter um olhar multidisciplinar para dentro da realidade não somente pensar na matemática, no português, na geografia, mas entender como essas disciplinas interagem com a vida das pessoas e com a realidade da cidade", observou. Para a Promotora a cidade de Santarém é um grande banco de pesquisa natural e de conhecimento, um lugar provocativo por sua própria natureza.

O diretor da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, João Magalhães, relatou que como a escola tem um terreno grande, o trabalho de Educação Ambiental é feito em parceria com a comunidade. "Com relação a nossa experiência e as ponderações de outros gestores escolares se percebe que a Educação Ambiental também é uma questão de consciência, pois quando o aluno é trabalhado na própria escola desde o início, ele já sabe onde acondicionar o lixo corretamente e leva esse ensinamento para o resto da vida, independente de onde esteja".

Magalhães ressaltou que fazer a culminância das atividades desenvolvidas pelas escolas durante a Semana da Pátria só vem potencializar a consciência cidadã, pois se vai poder trabalhar o tema com mais tempo junto à comunidade. "O terreno da Escola Brigadeiro é muito grande e temos um problema, pois algumas pessoas ainda jogam lixo na parte de fora do muro da escola, mas vamos continuar pedindo que os alunos nos ajudem a conscientizar o entorno da escola para evitar essa agressão ao Meio Ambiente", ressaltou.

Durante os anos que o professor João Magalhães está na direção da Escola Brigadeiro Eduardo Gomes já foram desenvolvidos diversos projetos, inclusive o plantio de mais 40 mudas de árvores, e que agora se encontram devidamente catalogadas. "Iniciou com o trabalho de jardinagem e conscientização, incluindo a temática do meio ambiente em todas as disciplinas e nos departamentos da escola, fazendo com que o tema não seja um assunto periférico", concluiu.

Para finalizar, a secretária de Educação de Santarém, Mara Belo disse ainda, que a Semed continua se preparando e planejando algumas ações práticas que devem ocorrer em parceria com as instituições a fins no decorrer do primeiro semestre de 2019, envolvendo as escolas da rede municipal de ensino.

Ednaldo Rodrigues Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação