Notícias

Atualizado em 10/05/2019 às 13h01

Turismo deve injetar R$ 216 milhões na economia de Santarém em 2019

O turismo se mostra cada vez mais promissor em Santarém. Em 2018, o município recebeu mais de 237 mil turistas. Foram 33 mil a mais que em 2017. Isso significou um aumento de 14% no número de visitantes e consequentemente o aquecimento da economia local, uma vez que o setor rendeu no ano mais de R$ 176 milhões.

Para 2019, a expectativa também é animadora. Uma projeção realizada pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur) prevê a injeção de mais de R$ 216 milhões (R$ 216.852.317,25) na economia do município. Isso representa um crescimento de 23% em relação 2108. Só em 2019 devem visitar Santarém 292 mil e 660 turistas.

A maioria dos visitantes é esperada para o segundo semestre. De acordo com a projeção, 173 mil turistas devem deixar por aqui mais de R$ 128 milhões. Um crescimento de 13,7% comparado ao ano anterior.

A maior quantidade de visitantes entre julho e dezembro se dá pelo período de vazante dos rios. Melhor época para apreciar a paisagem da Ilha do Amor, principal praia de Alter do Chão, que deu ao vilarejo reconhecimento internacional em 2009 pelo jornal inglês The Guardian. Alter do Chão também foi eleita como um dos 10 melhores destinos do mundo para visitar em 2019 pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

Outros fatores contribuem para que a expectativa de turistas para 2019 seja maior no segundo semestre. Além do Réveillon que atrai milhares de pessoas para praia, é em Setembro que acontece a Festa do Çairé – maior e mais antiga manifestação folclórica e religiosa do oeste do Pará, que traz a Santarém e Alter do Chão turistas nacionais e internacionais todos os anos.

Os dados analisados pelo observatório da Semtur revelam que no ano de 2018 a maior movimentação turística de Santarém foi no mês de Setembro. O destino recebeu 28.314 turistas 11,9% e a maioria veio especialmente para a Festa do Çairé. Mais de 19 mil turistas passaram por aqui durante os dias em que acontece a manifestação.

De janeiro a Junho também são esperados muitos turistas. Apesar de não superar o segundo semestre, os números são expressivos. A projeção prevê que 118 mil turistas visitem a cidade o que representa uma injeção de mais de R$ 88 milhões na economia. São R$ 16 milhões a mais do que foi deixado no mesmo período de 2018. Isso significa um crescimento de 9,3%.

Alter do Chão o ano todo
Quem visita Santarém na primeira metade do ano – época de cheia do rio - pode aproveitar passeios de barco. O período também é ótimo para os turistas que procuram experiências de contato com a natureza. As excursões pela floresta são muito procuradas.

Para o secretário municipal de Turismo, o município tem possibilidade de crescer ainda mais com o setor. "Santarém tem potencial para se tornar uma cidade de referência no Brasil em turismo consciente. Temos atrações que podem ser apreciadas o ano inteiro como o encontro das águas dos rios Tapajós e Amazonas, os prédios e praças históricas, os festivais comunitários, o artesanato, a música e a culinária tapajônica" disse Diego Pinho.

Leia também:

Sobre a Projeção
A Semtur através do setor de Pesquisa e Estatística do Turismo realiza semestralmente uma projeção sobre a atividade turística do município a fim de acompanhar o crescimento do turismo em Santarém e elaborar medidas para alcançar as metas estabelecidas pelo Plano Encontro.

Os dados são baseados nos observatórios da Semtur que mapeiam a média diária de gastos do turista em Santarém com hospedagem, alimentação, transporte, passeios e compra de souvenirs assim como em informações geradas por relatórios de BOH's cedidos pela rede hoteleira e pousadas, a média de preço de refeição estabelecida pela Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador (ABBT) e pesquisas de campo quantitativas e qualitativas realizadas por técnicos da Semtur.

Redação Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação