Notícias

Atualizado em 02/10/2018 às 12h49

Santarém tem primeira família venezuelana beneficiada pelo Bolsa Família


O município de Santarém realizou nesta segunda-feira (1º) o repasse do primeiro Bolsa Família a uma família de refugiados da Venezuela, que recebe assistência do Município. De acordo com a Casa de Acolhimento para Adultos e Famílias (CAAF), a família que é indígena da etnia Warao, se enquadra no que diz o decreto do governo federal - o Programa atenderá às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza caracterizadas pela renda familiar mensal per capita de até R$ 170,00.

"Nossa equipe tem procurado dar todo o suporte necessário para que eles possam ser beneficiados e vislumbrem, outras maneiras de conquistar autonomia financeira", afirmou a coordenadora da CAAF, Juliana Fialho.

O ingresso no programa foi possível após o atendimento a uma série de procedimentos, como a emissão do CPF da família que foi providenciado pela CAAF, equipamento administrado pela Prefeitura de Santarém, que tem acolhido os indígenas.

Além disso, o Cadastro Único foi preenchido no mês de agosto pela psicóloga da (CAAF), Thainah Brandão Pedroso. A Casa conta com uma equipe multiprofissional que tem acompanhado, orientado para que todos possam ter seus direitos garantidos. O primeiro grupo composto por 30 indígenas, sendo a maioria crianças, chegou ao município em 28 de setembro de 2017.

A família beneficiada é composta por marido, esposa e três filhos: um bebê de 3 meses nascido em Santarém, um de 2 anos e um adolescente de 14 anos. De acordo com a CAAF, essa foi a primeira família indígena da etnia Warao, em situação de refugiada da Venezuela morando no estado do Pará, a receber o benefício.

"Desde que Santarém foi surpreendida com a chegada dos indígenas venezuelanos em situação de refugiados, nós temos buscado todas as formas de acolhimento, não deixando faltar alimentação, não permitimos que ninguém fique ao relento e temos tentado na medida do possível ajudá-los para que possam encontrar sua autonomia. Ficamos felizes em termos avançado e conseguido incluir essa primeira família no Programa Bolsa Família", pontuou a secretária municipal de Trabalho e Assistência Social Celsa Brito.

A proposta é que outras famílias que se encontram em acolhimento pelo município se regularizem para receber o benefício federal.

Programa Bolsa Família
O Bolsa Família é voltado para as famílias inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e que têm renda mensal por pessoa de até R$ 89, além daquelas com renda familiar mensal de até R$ 178 por pessoa e que tenham integrantes gestantes, crianças ou adolescentes. A quantia que cada beneficiário recebe varia conforme o número de pessoas na família, a idade de cada um e a renda declarada.

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação