Notícias

Atualizado em 07/06/2018 às 11h11

Projeto 'Guerreiros da Amazônia' faz entrega simbólica de prêmio a professores e alunos do Tapará


O projeto "Guerreiros da Amazônia" realizou na tarde de quarta-feira (6) a entrega simbólica do prêmio Cannes Lion 2017 a professores e alunos da comunidade de Tapará, várzea santarena. A ação do Instituto de Pesquisa da Amazônia/Baixo Amazonas (Ipam/BAM) faz parte da Semana Municipal do Meio Ambiente, organizada pela Prefeitura de Santarém, por meio das secretarias de Meio Ambiente (Semma), Agricultura e Pesca (Semap), Infraestrutura (Seminfra), Educação (Semed), Trabalho e Assistência Social (Semtras), Saúde (Semsa), Trânsito (SMT) e Turismo (Semtur).

Além do Ipam, são parceiros da programação, a Marinha do Brasil/Capitania Fluvial de Santarém, Projeto Escola D'agua, Cargill, Instituto Esperança de Ensino Superior (Iespes), Polícia Militar do Estado do Pará (PMPA)/3º BPM e 35º BPM, Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e Projeto Saúde e Alegria (PS&A).

Em 2017, com a ideia dos criativos Gabriel Araújo e Anderson Borges da agência Little George - Ketchum, a tecnologia inovadora da Ananse Química uniu cultura, educação e saúde, onde foi adicionado nos livros Guerreiros da Amazônia um bio-repelente encapsulado através de processo de impressão. O "case" venceu cinco prêmios de criatividade no mundo! Só em Cannes, ganharam um leão de prata e outro de bronze! Na sequencia, venceram o WINA, na Espanha, o El Ojo, na Argentina, o Luso, em Portugal e finalmente o CLIO, nos EUA.

O prêmios internacionais promoveram uma importante conexão das crianças da Floresta Amazônica com o Mundo! Tapará – Cannes!

Em abril deste ano foram doados mais 1.200 kits com livros e capas de super heróis para a mesma região e na Semana do Meio Ambiente, toda equipe voltou à região, levando o troféu de Cannes fazendo a entrega simbólica para os professores e alunos.

Para escolher o local correto e testar a tecnologia, o projeto recebeu o apoio do IPAM (Instituto de Pesquisa da Amazônia) e Prefeitura de Santarém, que auxiliou na definição da comunidade que receberia esse apoio, além de dar todo o suporte logístico para a equipe.

A iniciativa inovadora é uma parceria da Ananse Química, a RJR editora, Little George - Ketchum e o Instituto de Pesquisa da Amazônia – IPAM.

Sobre a Ananse Química:

Ananse é uma empresa brasileira, desenvolve, fabrica e comercializa produtos utilizando nanotecnologia e técnicas de microcapsulação para diversos segmentos. A empresa desenvolve soluções sob medida para as indústrias cosméticas, H&H e têxtil, além de soluções completas para marketing olfativo.

O projeto social foi elaborado para que pudesse auxiliar as famílias e cuidadores a protegerem as crianças dos mosquitos transmissores de doenças como a malária, a febre amarela e a dengue.

Foram mais de seis meses de desenvolvimento até chegar à fórmula ideal, que leva um verniz especial – diferente dos tradicionais usados pelas gráficas, elaborado especificamente para esse livro.

A coleção Histórias Seguras – Guerreiros da Amazônia traz em suas páginas verniz com microcápsulas de repelentes Naturais que são acionadas durante o manuseio. O giz de cera contém repelentes e a capa de super-herói também leva repelentes nas fibras do tecido. Óleos de citronela, Neem e cravo compõem a ação repelente, que tem duração de até três meses – dependendo da frequência de uso.

O livro traz uma grande inovação, o repelente é aplicado através de um verniz especial, mais um mix de microcápsulas compostas por óleos naturais de citronela, cravo e neem entre outros. As microcápsulas são acionadas durante o manuseio, o raio de proteção durante o uso pode alcançar até 1,5 m e o efeito pode durar até três meses dependendo da frequência da leitura. Cada vez que esses itens são manuseados, as microcápsulas se quebram liberando o repelente." Claudia Galvão, CEO da Ananse Química.

Sobre a trilogia Amazon – Guerreiros da Amazônia;

Na Floresta, uma cidade, um segredo. Das sombras surge uma ameaça, um homem terrível com seus capangas e robôs. Do Templo da Luz, um chamado. Três jovens, Armaduras Sagradas e uma missão tão importante quanto à vida. Começou uma corrida contra o tempo para salvar a Floresta da devastação.
Você não pode fugir do seu destino!

"Há 20 anos, percebi que a maior parte dos esforços de comunicação sobre os problemas da Amazônia eram para os adultos. Pensei em como falar para as crianças, divertindo e educando pela emoção. Comecei a viajar para Amazônia e pesquisar. O resultado foi uma trilogia com livros lançados em 2009, 2012 e 2015.

Utilizando a temática de super-heróis, crianças e jovens são convocados para vestirem as armaduras sagradas que detêm os poderes dos animais e assim defendem a Floresta Amazônica e os seus habitantes. O objetivo é resgatar o amor e a autoestima das crianças que vivem nas florestas e o entendimento para as que nasceram e vivem em grandes centros urbanos. Essas, que são a maioria, cresceram sem a conexão com a natureza.

Por iniciativa de professores em diversos locais do Brasil, os livros começaram a ser utilizados em salas de aulas para falar de meio ambiente, clima e Amazônia.

Há 6 anos, ganhamos o prêmio Hugo Werneck na categoria educação ambiental e criei um programa próprio para doação de 2 mil livros por ano, para escolas públicas com o apoio de ONGs, como o IPAM - Instituto de Pesquisas da Amazônia.
Com o trabalho social, pude ter a satisfação de ver os livros chegarem para crianças que não teriam condições de comprar e pesquisar toda temática com os professores em diferentes estados." Ronaldo Barcelos, autor da trilogia Amazon.


 Saiba mais:

Júlio C. Guimarães Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação