Notícias

Atualizado em 24/05/2018 às 16h22

Grupo de carimbó Cumarú reapresenta-se no Projeto Arte do Carimbó


Os sábados para os frequentadores do Parque da Cidade estão mais coloridos e animados. Isto porque, das 17h às 21h entra em cena o Projeto Arte do Carimbó que no misto do educativo, dança e fomento ao empreendedorismo cultural alegra o ambiente. O evento é organizado pelo Movimento de Carimbó do Oeste do Pará, em parceria com a Prefeitura de Santarém, através das Secretarias Municipais de Cultura (Semc), Turismo (Semtur), Agricultura e Pesca (Semap) e Meio Ambiente (Semma). Neste sábado (26), o Grupo de Carimbó Cumarú da Vila de Alter do Chão irá reapresentar-se. À frente, o mestre de carimbó, Osmarino Cumaruara, de 63 anos.

A primeira apresentação do grupo foi no dia 5 de maio com a participação especial de convidados como os membros do grupo de carimbó Tapajoara, da área urbana de Santarém. "A estreia do nosso grupo no Projeto Arte do Carimbó foi excelente. O público presente interagiu conosco. Aguardamos novamente fazer uma grande festa", disse o mestre de carimbó.

O público poderá também adquirir produtos do carimbó como camisas e blusas dos grupos, saias, blusas, calça, camisas, chapéus e demais acessórios e instrumentos produzidos pelos próprios músicos. Os preços são variados, desde R$ 30 a R$ 250. Haverá ainda a venda de iguarias.

Sobre o Grupo de Carimbó Cumarú da Vila de Alter do Chão (Santarém-PA)
O grupo existe há três anos na Vila de Alter do Chão, Santarém (PA). Alguns integrantes são do balneário e outros da capital paraense. Possuem músicas autorais com a percussão sempre ritmada pelo uso dos instrumentos, as maracás, os curimbós, o reco-reco, toque-toque e o banjo. O grupo criado em 2015 fabrica os próprios instrumentos e possui músicas autorais.

"Aqui no Parque da Cidade promovemos uma grande festa do carimbó com os convidados. Uma festa de conhecimento teórico e prático dessa arte", especificou o coordenador e vocalista do grupo Cumarú, Mestre de Carimbó Osmarino Cumaruara, genuinamente do ritmo do carimbó de raiz.

Cumaru é uma árvore típica da Amazônia com fins medicinais. Quando morta de forma natural uma das utilidades do tronco é confeccionar o tambor de percussão o chamado curimbó.

Mais informações
Alciane Ayres – Assessora de imprensa da Semc
Contato: (93-99179-4634 / 98130-8014) / ascom.semc.stm@gmail.com

Alciane Ayres Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação