Notícias

Atualizado em 16/08/2019 às 14h05

Alunos do IFPA e jornalista alemã participam de vivência turística na Flona do Tapajós

Visitantes na Vovózona (Foto: Divulgação/Semtur)Com uma área de 527.319 hectares, a Floresta Nacional do Tapajós, que abrange os municípios de Aveiro, Belterra, Placas e Rurópolis, no Oeste do Pará, é uma Unidade de Conservação que desenvolve o Manejo Florestal Comunitário e pesquisa científica. A Prefeitura Municipal de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur) em parceria com Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Instituto Federal do Pará (IFPA), com intuito de oportunizar vivência turística, montou um grupo com os alunos do curso técnico em Guia de Turismo para visitação na comunidades tradicionais da Flona do Tapajós, na terça-feira (13). O grupo teve o acompanhamento de uma jornalista Alemã que produz conteúdo para uma revista de viagem do País.

Durante a visita na Floresta Nacional do Tapajós, território de Belterra, na Região Metropolitana de Santarém o grupo conheceu a biodiversidade da Floresta Amazônica. Orientados por três Guias da Associação Comunitária de Maguary e Tapajós (Ascomart), foram formados três grupos que seguiram uma trilha de 7 quilômetros até um dos mais importantes atrativos turísticos da Floresta, a Vóvózona, uma árvores da espécie ceiba pentranda, que tem mais de mil anos.

Lenildo dos Santos Moraes, concluinte do curso de Guia de Turismo do IFPA (Foto: Divulgação/Semtur)No percurso da trilha, os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer as espécies de plantas frutíferas e medicinais como a Seringueira, de onde extrai o látex para produção de couro ecológico e biojóias, a Andiroba, a Copaíba de onde se extrai o óleo para tipos de inflamação, a Murapuama, conhecida com o viagra da Amazônia, que trata das disfunções sexuais, a Sucuba, que trata de males do câncer e outras infecções, dentre outras. A caminhada de um total de 14 quilômetros, levou aproximadamente 5 horas de duração.

Para o secretário de Turismo, Diego Pinho, momentos como este contribuem para preparar os futuros profissionais aos desafios que trabalharam como Guias das nossas florestas, além de divulgar a potencialidades da Floresta do Tapajós com a presença de uma Jornalista da Alemanha, que produz conteúdo para turistas do mundo inteiro. "Sabemos dos grandes ensinamento e desafios que a nossa Floresta Amazônica tem e oportunidades como essas são importantes para esse aprendizado na prática, que o IFPA está possibilitando a eles. Temos também uma jornalista alemã, que produz conteúdos indicando viagens para turistas de muitos países, que com certeza, nos ajudará a mostrar um pouco da Amazônia, representada pela Floresta Nacional do Tapajós a nossa Flona do Tapajós", destacou.

Erbena Silva Costa, professora do IFPA e coordenadora do grupo, que fez a trilha pela primeira vez falou sobre sensação de participar da trilha e a relevância da visita para os alunos. "Estou com a sensação de ter um grande esforço recompensado, pois não acreditava que conseguiria chegar até aqui. Não foi fácil, mas o resultado que você encontra vale a pena, porque poder ver pessoalmente essa árvore conhecida carinhosamente de Vovózona, é algo fantástico, valeu a pena as dificuldades superadas. É mais gratificante ainda, trazer nossos alunos, uma vez que eles estão estudando para serem profissionais Guias de Turismo, então é fundamental que, além da teoria que eles tem na sala de aula, os conteúdos, eles também possam, ir in loco para conhecer atrativos, que atraem milhares de turistas inclusive de outros países. Basta olhar em volta para ver a alegria deles e a satisfação de estarem aqui. No início deste semestre eles falaram que estavam sentindo falta de aulas práticas e uma semana depois, estamos aqui oportunizando a eles, essa vivência junto a Floresta Nacional do Tapajós", descreveu.

A jornalista Alemã, Bianca Danielle Kopsch, da Deutsche Welle (DW), emissora Internacional da Alemanha, que estava fazendo cobertura do trabalho do Barco Hospital "Papa Francisco", solicitou a Semtur um apoio, no sentido de acompanhar um grupo na trilha da Flona do Tapajós, que foi conseguido graças a parceria com o IFPA e falou também de sua experiência na Floresta. "Estava querendo fazer uma trilha para conhecer de perto a Floresta Amazônica, uma reserva ambiental. Então, depois de uma trilha de sete quilômetros fiquei muito cansada, mas valeu a pena ver uma árvore tão antiga, que no meu país, na Alemanha nunca vi nada parecido, uma quantidade de árvores medicinais, uma variedade de plantas que vimos no caminho. Valeu muito a pena. Essa matéria vai ser publicada através da emissora internacional da Alemanha em vários idiomas em forma artigo com fotos, descrevendo essa experiência", explicou.Orientação dos Guias da Associação Comunitária de Maguary e Tapajós (Ascomart) para os visitantes da Trilha (Foto: Divulgação/Semtur)

"Ainda não tinha vindo aqui, mas quando soube desse convite, que a nossa turma recebeu, criei uma expectativa muito grande, acredito que isso aqui é muito importante para nossa turma de Guia de Turismo. Conhecer esse fenômeno natural que é a Flona, conhecida internacionalmente, para nós enquanto Guias, quando tivermos atuando na área, conhecer primeiramente os ambientes para assim trazer os nossos turistas. Muitos conhecimentos, achei interessantes os guias, que são nativos, conhecem todas as trilhas, todas as árvores, todas as ervas e como eles apresentam isso para o turista, desde a extração da matéria prima e o seu uso no mercado. Nunca tinha percorrido 7 quilômetros, imagine 14 quilômetros, mas foi muito compensador, pelos conhecimentos adquiridos e mais ainda por poder ver de perto a Vovózona, a nossa Samaúma de mais de mil anos", afirmou Lenildo dos Santos Moraes, concluinte do curso.

Os interessados em visitar as belezas naturais da Floresta Nacional do Tapajós podem entrar em contato com o senhor Cari, da Associação Comunitária de Maguary e Tapajós (Ascomart) pelo telefone: (093) 99198-3979. Para grupos de pesquisa e produção de conteúdo, os interessados devem solicitar autorização aos ICMBio, na Avenida Tapajós, 2267, bairro Laguinho, telefone: (93) 3522-0564.

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Tadeu Pinho Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação