Notícias

Atualizado em 13/11/2018 às 17h29

Abertura de ramais agiliza implantação do ‘Luz para Todos’ na Resex Tapajós Arapiuns


Abertura de ramais prepara as comunidades para receber o Programa "Luz Para Todos"A Prefeitura de Santarém por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) avança com os serviços de abertura de ramais nas comunidades da Reserva Extrativista (Resex) Tapajós Arapiuns. A Reserva irá receber o "Programa Luz Para Todos". Até o momento, 4 km de ramais já foram concluídos. Mais de 321 famílias e 1.150 moradores das comunidades Sumaúma, Nova Vista, Nuquini, Tucumatuba, Boim e Rosário serão beneficiadas pelo Programa do Governo Federal.

O Programa tem como objetivo levar energia aos lugares que ainda dependem de motor de luz ou mesmo da tradicional lamparina para ter energia por algumas horas em seus lares. A inclusão dessas comunidades significa para as famílias beneficiadas a conquista de um sonho que já durava décadas.

"Para nós enquanto Prefeitura é importante contribuir para a implantação desse projeto que vai beneficiar os comunitários da Região do Tapajós. O trabalho está sendo muito válido, considerando a grandiosidade do programa", argumentou o Secretário da Semap Bruno Costa.

A implantação do Programa nessas comunidades foi aprovada pelo Conselho Gestor da Resex no dia 20 de junho deste ano em uma audiência realizada em Santarém. Na oportunidade, a Comitiva estava composta pelo Prefeito Nélio Aguiar, Vice prefeito José Maria Tapajós, Deputado Airton Faleiro, Vereador Júnior Tapajós, secretário Bruno Costa, Presidente da Organização das Associações da Reserva Extrativista Tapajós Arapiuns (Tapajoara) Dinael Arapiun, além de lideranças comunitárias locais.

A iniciativa de levar energia às comunidades surgiu primeiramente pelos próprios moradores que puxaram uma linha provisória da rede que chegava ao município de Juruti e objetivavam estender até algumas comunidades do Tapajós. Desta forma, o setor de expansão do Programa viu a necessidade da inclusão dessas comunidades na etapa de execução do projeto.

"Para os moradores das comunidades ribeirinhas, essa conquista é recebida com orgulho. É importantíssimo os comunitários terem energia de qualidade em suas casas, onde poderão ter acesso a uma geladeira e aproveitar os produtos naturais obtidos na Reserva, possibilitando assim a criação de uma despolpadora de frutas e entre outros benefícios", destacou o Presidente da Tapajoara Dinael Arapiun.

Inicialmente, o Programa será instalado na Região do Tapajós nas comunidades Sumaúma, Nova Vista, Nuquini, Tucumatuba, Boim e Rosário. Objetivo é chegar até a comunidade de Vila Franca. Na sequência, será realizada a expansão da rede que atenderá o Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Lago Grande para as aldeias Lago da Praia e Caruci e comunidades Santa Luzia e Arimun. O prazo para a conclusão do projeto nessas comunidades é até junho de 2019.

O prefeito Nélio Aguiar não tem economizado esforços no sentido de expandir o Programa pelas comunidades rurais e ribeirinhas do município. "Já participamos de vários atos e realizamos várias articulações junto a políticos e órgãos públicos no sentido de expandir esse programa em Santarém. Entendemos que é uma política de inclusão que traz consigo cidadania e proporciona qualidade de vida às comunidades mais afastadas do centro urbano", defendeu o prefeito de Santarém.

O "Luz para Todos" foi lançado pelo governo federal com o objetivo de levar energia às famílias mais pobres e sem acesso a luz elétrica. Até dezembro de 2017, mais de 16 milhões de pessoas já tinham sido beneficiadas pelo Programa. No Pará, o Programa já atendeu cerca de 403 mil famílias, beneficiando 1,9 milhão de paraenses, com investimento de R$ 2,83 bilhões.

Entenda a execução do Programa Luz para Todos
O Programa Luz Para Todos é uma iniciativa do Governo Federal através do Ministério de Minas e Energia que foi criado para acabar com a "exclusão elétrica" no País. No Pará, assim como nos demais estados do Brasil, existe um Comitê Gestor, presidido pelo Ministério das Minas e Energia para gerenciar o programa.

O Comitê Gestor é responsável por todas as deliberações do programa, incluindo a relação de municípios e comunidades beneficiadas com o projeto e priorização das obras.

Prioridade
O programa foi criado para atender prioritariamente escolas rurais, áreas de pobreza extrema, comunidades indígenas, quilombos, assentamentos, pequenos agricultores, populações ribeirinhas, famílias em áreas próximas de reservas, os afetados por empreendimentos do setor elétrico, ou seja, os atingidos por barragens.

Luan Rodrigues Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação