Notícias

Atualizado em 07/11/2018 às 11h26

Beneficiários do BPC têm até dezembro para fazer inclusão no CadÚnico


O prazo para que Idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), façam a inclusão no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal está chegando a reta final. O registro é obrigatório e deve ser feito até o dia 31 de dezembro.

A gestora do Cadastro Único de Santarém, Márcia Lehmann, reforça que o quanto antes o beneficiário procurar o Cas/Caec ou um dos oito Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de Santarém será melhor para evitar a suspensão do benefício. "A Prefeitura de Santarém por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras), vêm desenvolvendo várias estratégias para chegar a esse beneficiário através de buscas ativas na cidade e também nas regiões de rios, mas a dificuldade maior é que alguns beneficiários se mudam e não atualizam seus endereços, o que nos deixa de mãos atadas".

A secretária municipal de Trabalho e Assistência Social, Celsa Brito, destaca que a população pode ajudar na divulgação de que todo idoso ou pessoa com deficiência deve fazer essa inclusão para não perder o valor que é repassado mensalmente por meio do BPC. "Sabemos que é importante que esse benefício não seja suspenso. Muitas pessoas a vezes só tem ele como renda. A sociedade pode também nos ajudar lembrando seu vizinho que procure o quanto antes fazer essa inclusão. Não devemos pensar que será prorrogado esse prazo, até porque no ano passado que a exigência era somente para inclusão de idosos o prazo foi prorrogado, é bem provável que este ano não haverá prorrogação".

Para fazer a inclusão, os dependentes do BPC devem procurar o Cas/Caec ou um dois oito os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e ter em mãos o CPF (Cadastro de Pessoa Física), Registro Geral (RG) e comprovante de residência. A inclusão também pode ser feita pelo responsável familiar, contanto que leve os documentos de todas as pessoas que moram com o beneficiário.

O BPC garante um salário mínimo mensal a idosos acima de 65 anos que não têm tempo mínimo de contribuição previdenciária para se aposentar, e também aos cidadãos com renda familiar de até R$ 238 com deficiência física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo que os impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas.

Sobre o CadÚnico

O Cadastro Único reúne informações das famílias com renda per capita de até meio salário mínimo ou renda total familiar de até três salários mínimos. É utilizado por diversos programas sociais. Nele, são registradas as características da residência, a identificação de cada pessoa, a escolaridade, a situação de trabalho e renda, entre outras informações.

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação