Notícias

Atualizado em 03/08/2018 às 16h00

Diretores articulam intervenções de educação ambiental para a Campanha de Combate às Queimadas


Diretores das escolas da zona oeste de Santarém reuniram na manhã de hoje (3), no auditório do Centro Municipal de Informação e Educação Ambiental (Ciam), para articular intervenções de educação ambiental para o dia "D" da Campanha de Combate às Queimadas. Para marcar a mobilização, uma programação especial será realizada no próximo dia 13 deste mês, a partir das 9h30, no Rio Tapajós Shopping.

A professora Marcilene Cardoso, da Escola Municipal Ubaldo Corrêa, relatou que nas imediações da área da instituição é comum se deparar com a fumaça proveniente de lixo doméstico: "A gente vê que é costume desde os nossos avós fazer esse tipo de queimada, mas sabemos que isso é prejudicial. Então, a Campanha vai ajudar muito a sensibilizar nossos alunos e a todos sobre essa cultura que não é nada legal", disse a professora.

A secretária de Meio Ambiente, Vânia Portela, ressaltou que as ações precisam ser cada vez mais compartilhadas, unindo o maior número de instituições, tendo em vista que as questões ambientais devem ser uma luta de todos. "Em 2017, a Semma registrou 256 casos de poluição atmosférica. Somente de janeiro a 10 de julho deste ano, foram 85 denúncias. A tendência é que neste período de estiagem os casos aumentem. Por isso, precisamos somar esforços para conter esse problema que só prejudica o meio ambiente e a saúde humana".

Saiba Mais
Ações ambientais são definidas para Campanha de Combate às Queimadas Urbanas

Ao longo do encontro foram distribuídos materiais informativos como cartazes e folders. As escolas da zona oeste devem levar mensagens de sensibilização aos pais e alunos ao longo de atividades extraclasses. Além disso, os professores organizaram a articulação para a participação dos estudantes no dia "D", 13 de agosto.

Campanha de combate às queimadas

O objetivo da Campanha é sensibilizar a população para a diminuição das queimadas nesse período de estiagem, tendo em vista os elevados números registrados pelos órgãos ambientais e de segurança nos anos anteriores.

A iniciativa é organizada pela Prefeitura de Santarém, por meio das secretarias de Meio Ambiente (Semma), Trabalho e Assistência Social (Semtras), Infraestrutura (Seminfra), Educação (Semed) e Saúde (Semsa).

São parceiros da mobilização o Ministério Público do Estado (MPE), Polícia Militar (PM), Núcleo Integrado de Operações (Niop), Ordem dos Advogados do Brasil/Subseção Santarém, 8º Batalhão de Engenharia Civil (8º BEC), Centro Regional de Governo, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Rio Tapajós Shopping, Barrudada Tropical Hotel e Corpo de Bombeiros, além das associações de moradores da zona oeste do município.

No dia 13, praça de alimentação do Rio Tapajós Shopping, ocorrerá ampla programação, tendo palestra médica com orientações sobre os problemas que as queimadas podem causar a saúde, aferição de pressão arterial, teste de glicemia e vacinação, além de brincadeiras ambientais para a criançada.

A iniciativa já conta com a publicação de peças de divulgação em Tv, rádio e redes sociais abordando os problemas que as queimadas podem ocasionar ao ambiente e à saúde humana.

A Campanha será permanente, uma vez que as intervenções sobre queimadas serão levadas pela Semma a outras mobilizações (eventos, Prefeitura nos Bairros, feiras, reunião com moradores e entre outras).

Júlio C. Guimarães Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação