Notícias

Atualizado em 23/04/2018 às 14h57

Prefeitura de Santarém finaliza Ponte do Jutaí e executa obras pontuais


A equipe de infraestrutura da Prefeitura de Santarém finalizou a recuperação emergencial da Ponte do Jutaí, localizada na Avenida Dom Frederico Costa, após a estrutura ser danificada pelas fortes chuvas que atingiram o município. A recuperação custou R$ 37 mil ao tesouro municipal. As equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) estão aproveitando a trégua das chuvas para executar diversos trabalhos em diversos bairros da cidade.

A Ponte do Jutaí possibilita acesso a quatro bairros: Maicá, Jutaí, Área Verde e Urumari. A ponte foi toda reconstruída em madeira. Mas está em andamento uma articulação do poder público municipal com o Ministério da Integração Nacional (MI) para a construção de uma ponte de concreto definitiva.

"A equipe refez a ponte de madeira para aguentar o trânsito no local e voltar imediatamente a trafegabilidade normal no trecho", explicou o secretário Daniel Simões, titular da Seminfra.

O projeto técnico apresentado pela Prefeitura ao MI está na orçado em R$ 4 milhões, pois além da estrutura definitiva da ponte, ele abrange a pavimentação de parte da Avenida Dom Frederico Costa.

"O projeto foi elaborado de acordo com o código do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinap), que é o código do governo federal para todas as obras. Dentro desse cálculo está prevista a construção da ponte e a pavimentação de 480 metros divididos em 240 metros para cada lado da ponte. A Dom Frederico é uma pista dupla e de tráfego intenso, portanto, não pode receber uma simples ponte. Priorizamos pela qualidade nos serviços, então propomos ao Ministério uma ponte no mesmo formato da via", completou Simões.

A ponte definitiva está projetada para possuir 15 metros de comprimento e 20 metros de largura, sendo esses 20 metros divididos em dois tabuleiros com pista dupla: um lado terá uma ciclovia e um calçamento para pedestre. Somente para a construção da ponte serão investidos R$ 2 milhões e 900 mil. R$ 1 milhão e 100 mil serão utilizados para a execução da pavimentação da cabeceira da pista, que é um pavimento específico, por conta da área. Além disso, a ponte precisa ser construída num nível mais elevado, para prevenir a via de alagamentos em caso de transbordamento do Igarapé.

"O projeto que encaminhamos ao Ministério demonstrou a urgência da obra, inclusive com fotos da ponte no período de chuva. O prefeito tem insistentemente feito vários pedidos para que esse recurso seja liberado o quanto antes para Santarém", finalizou Simões.

Avenida Sérgio Henn finalizando recuperação de drenagem Obras pontuais – Para aproveitar o pequeno período de trégua das fortes chuvas que caem sobre Santarém, as equipes de Infraestrutura estão trabalhando em reparos e recuperação de diversos pontos da cidade. São obras de drenagem, terraplanagem, recuperação asfáltica, entre outras.

No Santarenzinho, as ruas 13 de maio e Cruzeiro do Norte receberam serviços de recuperação e terraplanagem apesar da grande dificuldade imposta pelas enxurradas na área.

A rua Paulo Maranhão, que teve um trecho danificado, já foi finalizada com a execução de diversos serviços.

A frente de trabalho que executa os ser viços de tapa-buraco passam por diversas ruas como a Ismael Araújo, Barão do Rio Branco, Sete de Setembro, Turiano Meira, Tocantins e outras.

A avenida Sérgio Henn, trecho próximo ao Parque da Cidade, recebeu recuperação da drenagem. Lá, o serviço foi executado com cautela devido a obra exigir a manutenção de rejunte da tubulação subterrânea. O serviço retomou a trafegabilidade de veículos com segurança no local.

Outra avenida, a Frei Vicente, no Aeroporto Velho, recebeu também recuperação de drenagem com a troca de um tubo de 80 cm de diâmetro. O mesmo serviço foi executado na Travessa Professor José Augustinho, canto com Presidente Vargas, no Santíssimo, mas não foi preciso trocar a tubulação.

A Seminfra atua em diversas frentes e diversos bairros da cidade para evitar que as chuvas e enxurradas causem mais transtornos à infraestrutura de nosso município.

"Sabemos da dificuldade e pedimos a compreensão da população. E que nos ajude, evitando jogar lixo nas ruas e entulhos nas bocas de lobo da rede de esgotamento da cidade", alerta Daniel Simões.Tubulação recebendo recuperação de rejunte por equipe da Seminfra

Ailanda Tavares Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação