Notícias

Atualizado em 21/02/2018 às 10h57

Escola Brigadeiro Eduardo Gomes oferta curso de panificação para a comunidade


Cerca de 20 mulheres entre mães de alunos, professoras e uma aluna participam desde a última segunda-feira (19) de um curso de panificação ofertado pela Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

O curso que encerra na sexta-feira (23) faz parte do projeto "Escola Aberta", que vem sendo desenvolvido pela gestão da escola desde o ano passado, com a finalidade de estreitar o relacionamento da instituição com os pais de alunos.

"Quando você traz a comunidade para dentro da escola, eles passam a gostar mais. E essa preparação antes do início das aulas está sendo muito importante. Faltando pouco mais de uma semana para o início do ano letivo, os pais estão dentro da escola, preparando receitas, aprendendo coisas novas para preparar em casa. Estamos colocando em prática o nosso projeto, abrindo as portas da escola para a comunidade para que a gente possa confiar mais nos pais e assim, fazer com os que pais também confiem mais na escola", explicou o diretor da escola Brigadeiro Eduardo Gomes, professor João Magalhães.

Ana Rita Batista, mãe de Cristian César, 10 anos, e Julian, 7 anos, ambos alunos da escola Brigadeiro, o curso de panificação está sendo uma oportunidade de aprender o processo de fabricação de massas e recheios e ela já pensa em produzir para ajudar na renda familiar. "É maravilhoso o que a escola está fazendo por nós, que somos pais de alunos. Eu já fiz o curso de horta e agora estou fazendo esse de panificação. A minha intenção é daqui pra frente fazer salgados, bolos e outras coisas gostosas que aprendi aqui para investir na venda e assim, garantir um ganho extra", disse.

Maria Miriam, mãe de Sthefany, Deivisson e Sara, todos alunos da escola Brigadeiro, também participa do curso. Para ela que já trabalha com venda de salgados, as técnicas e dicas repassadas pela instrutora do curso são preciosas para impulsionar o seu negócio. "Com os ensinamentos da professora Selma nós vamos poder ajudar no preparo de delícias para as festas da escola. E também vamos poder melhorar a nossa produção de salgados, com massas mais saborosas e recheios mais criativos pra atrair mais clientela", frisou.

Enquanto a mães preparam as massas e selam a carne moída para um empadão de forno, o diretor da escola acompanha tudo com olhar atento e entusiasmo pela participação da comunidade que segundo ele, deve aumentar com a oferta de mais cursos.

"Aquela distância que havia, aquele medo que os pais tinham de entrar no portão da escola e conversar com a direção e os professores está acabando. Já temos pais, que inclusive passam a tarde toda ajudando os professores. Esse curso só vem somar com a gente e nossa parceria com o Senar e a Emater vai continuar para que nós possamos continuar abrindo as portas da escola para a comunidade, e fazer da escola Brigadeiro Eduardo Gomes uma referência no município de Santarém. E com um ensino de qualidade e que a comunidade seja mais participativa", declarou professor João Magalhães.

O curso

As técnicas e receitas do curso de panificação estão sendo repassadas às participantes do curso ofertado na Escola Brigadeiro Eduardo Gomes pela instrutora do Senar, Selma Maria Cavalcante Braga.

"Estamos trabalhando um curso de panificação com elas, fazendo o aproveitamento de massas, criando novas massas. E como temos um público diferenciado, temos até vendedoras ambulantes aqui, estamos criando algumas situações dentro do treinamento para que essas pessoas tenham um aprendizado mais eficaz para a vida delas", contou Selma.

Entre as receitas já trabalhadas com as alunas, Selma destaca a do 'Pão nosso de cada dia', que segundo ela, é um pão pode ser feito todos os dias ou pelo menos três vezes por semana. "E também temos hoje a parte de salgados, para ajudar as pessoas que trabalham com vendas a incrementar suas receitas, bolos e doces. No encerramento vamos fazer tortas e empadões. Mesmo para quem não vende, mas põe em prática os ensinamentos, já representa um ganho na economia doméstica. Hoje, tudo que você economiza tem grande valor. Aproveitamento de massas, sobras de arroz", enfatizou.

Receita do Pão Nosso

1kg de farinha de trigo sem fermento
½ litro de água em temperatura ambiente
¼ de xícara de óleo
5 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sopa de sal
1 colher de sobremesa de fermento biológico

Modo de preparo

Misture todos os ingredientes até formar uma massa homogênea. Depois deixe a massa descansar para o crescimento por cerca de 2 horas. Sove a massa e deixe descansar por mais 40 minutos. Por fim, molde a massa e leve para assar por cerca de 30 minutos em temperatura de 180 graus.

Sílvia Vieira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação