Segundo pesquisa realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgada nesta terça-feira, 21 de junho de 2022, o valor médio da gasolina no Brasil do dia 12 ao dia 18 de junho foi de R$ 7.232.

No entanto, em um posto de gasolina no Rio de Janeiro, o maior valor cobrado pelo combustível chegou a R$ 8.990. Este foi o maior valor já registrado no local. O preço em São Paulo foi de R$ 6.170, que foi o mais baixo encontrado em todos os estabelecimentos pesquisados.

De acordo com os resultados da pesquisa, houve uma queda de 0,21% no preço do litro de gasolina em todo o país. Vale ressaltar que esses valores ainda não foram afetados pelo último reajuste divulgado pela Petrobrás na última sexta-feira, 17.

O estado da Bahia foi o estado que teve o preço médio nacional da gasolina mais alto, R$ 8.037 por litro. Por outro lado, o estado do Amapá teve o preço médio nacional da gasolina mais baixo, R$ 6.443 por litro.

Valor da gasolina ainda não reflete o último reajuste da Petrobrás

Como citamos anteriormente, os resultados da pesquisa realizada pela ANP ainda não refletem em sua totalidade os novos ajustes anunciados pela Petrobras nas refinarias. Na sexta-feira (17), a empresa divulgou alta de 5,18% no preço da gasolina e de 14,26% no preço do diesel.

É importante ter em mente que o valor final do preço da gasolina comprada na bomba é determinado não apenas pelas quantidades pagas nas refinarias. O valor também conta com os impostos e margens de lucro dos distribuidores e revendedores.

Eu outro estudo da ANP, descobriu-se que os preços médios do etanol hidratado teve queda. O valor do etanol caiu 1,84% na semana anterior, passando de R$ 5,002 e chegando a um valor médio de R$ 4,910 em todos os 24 estados e no Distrito Federal.