Santarém, 17 de maio de 2022, Por Geovane Souza – A nova orla de Santarém, que teve seu projeto e ordem de construção assinados em 2017 pelo prefeito Nélio Aguiar junto ao ministério da Integração Nacional, já traz benefícios para a cidade, antes mesmo de ser concluída. As cheias do rio neste ano de 2022, ultrapassaram por alguns dias as marcas alancadas em 2009, e mesmo assim a Avenida Tapajós não ficou inundada, como acontecia antes da construção da nova orla.

Foto: Reprodução / santarem.pa.gov.br

Em 2009 houve a maior inundação da história de Santarém. No período, o Rio Tapajós alcançou a incrível marca de 8,31 metros. A avenida Tapajós ficou completamente inundada, trazendo inúmeros prejuízos para os comerciantes e transtornos para os moradores da região. A construção da nova orla evitou inúmeros prejuízos que os moradores e comerciantes da avenida sofriam com os constantes alagamentos.

Nova orla de Santarém traz inúmeros benefícios para a cidade

O Prefeito Nélio Aguiar disse que a nova construção já cumpre a sua principal função, que a de proteger a cidade de evitar prejuízos e transtornos para os moradores. Ele disse ainda que, o Rio Tapajós vem enfrentando uma de suas maiores cheias, e que cidade vizinhas tem sofrido com as enchentes, coisa que não acontece em Santarém.

A antiga orla de Santarém já estava muito debilitada. Como foi construída ainda na década de 70, a ação do tempo já havia deteriorado muito da sua estrutura, além disso a atracação de embarcações também prejudicaram a orla.

A nova orla conta com 1640 metros de muro de proteção, seis píeres, bombas para drenagem, rampa para lanchas e Jet ski, tudo isso já foi entregue na primeira etapa. A segunda etapa da obra, abrange a parte de paisagem e mobilidade, com a construção de ciclofaixa, quiosques e plantação de árvores. Essa segunda fase da obra é fruto de uma parceria com o governo do estado.