Notícias

Atualizado em 14/06/2017 às 19h28

Kits de ajuda humanitária são entregues à Prefeitura de Santarém

A- A+ Tamanho da Letra
Ascom - Santarém
ascom@santarem.pa.gov.br
Da Redação - Agência Santarém

Materiais começarão a ser distribuídos nos próximos dias a famílias atingidas por inundações.

Prefeito Nélio Aguiar com o Ministro Helder Barbalho para receber os kits de ajuda humanitáriaOs kits de ajuda humanitária provenientes do Ministério da Integração Nacional foram recebidos pela Prefeitura de Santarém, por meio da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) neste domingo (11).

Os materiais começarão a ser distribuídos nos próximos dias aos moradores das zonas urbana e rural atingidas por enchentes dos rios Amazonas e Tapajós. A Comdec já tem cadastradas as famílias que irão receber os objetos para suprir as necessidades após inundações.

Os kits de ajuda humanitária provenientes do Ministério da Integração Nacional foram recebidos pela Prefeitura de SantarémSerão atendidas famílias de vários bairros da área urbana como Área Verde, Uruará, Maracanã, Mapiri, Maicá e Pérola do Maicá, dentre outros, e da região de rios as regiões de: Lago Grande, Urucurituba, Arapixuna, Tapará, Ituqui e Aritapera. "Visitamos os ribeirinhos. O rio começou a baixar, mas a enchente permanece. Não conseguem pisar no solo ainda, andam por marombas. A atividade econômica está prejudicada. Já temos um cadastro feito pela Defesa Civil. Em parceria com a Capitania dos Portos e Corpo de Bombeiros, iremos às comunidades entregar aos comunitários", declarou o prefeito de Santarém Nélio Aguiar.

Os produtos estão divididos em kits de: alimentação, limpeza, dormitório, colchão e higiene pessoal. Os materiais começaram a chegar a Santarém no sábado (10). O Ministério da Integração Nacional investiu R$ 1.623.000,00 na aquisição dos materiais de ajuda humanitária para Santarém. Os municípios Medicilândia e Óbidos também receberam a ajuda. "Não houve repasse financeiro aos municípios. Houve a aquisição desses kits, totalizando R$ 2.333.000, 00 para as três cidades. A união de esforços da Defesa Civil Municipal com a Nacional permitiu com que rapidamente fizéssemos chegar esses kits comunitários", declarou.

A entrega da ajuda para Santarém se deu após o reconhecimento do decreto de emergência nº 534/2017, em decorrência de inundações, que levou em consideração a situação de 46.953 pessoas afetadas, com 3.777 desalojados e 2.305 residências danificadas.

O presidente do Conselho Regional de Pesca da comunidade Urucurituba Manoel Pinheiro afirma sentir-se grato aos governos federal e municipal por essa ajuda. "A gente entende como um ato de reconhecimento. Podemos agradecer ao governo por entender e reconhecer que lá na várzea existe gente que passa por dificuldades. Chegou em boa hora e toda ajuda é bem-vinda", declarou.

A entrega dos materiais foi realizada na sede da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e contou com a presença de várias autoridades de Santarém, Óbidos e Medicilândia.

Orla – Na ocasião, o ministro da Integração Nacional Helder Barbalho informou que a expectativa é de que o processo licitatório para as obras na orla de Santarém seja aberto no dia 21 de junho. "Para que a prefeitura possa, imediatamente, assinar a ordem de serviço e as obras possam acontecer. Desejo que isso possa ocorrer com a maior brevidade e que Santarém receba essa importante obra que tornará ainda mais bela a Pérola do Tapajós", afirmou.

No dia 31 de março, o ministro Helder assinou convênio autorizando repasse no valor de R$ 75.431.982,85 para as obras de reparo e recomposição da estrutura da orla. A obra deverá conter a força das águas durante o período de cheia dos rios.