Notícias

Atualizado em 07/10/2019 às 9h19

Mais de 13 mil pessoas foram as urnas para eleição de trinta Conselheiros Tutelares em Santarém

Esse domingo (06) foi movimentado nos locais de votação disponibilizados para o processo de escolha unificado para uma vaga de conselheiro Tutelar nos Conselhos I, II e III em Santarém. O processo de votação encerrou ás 18h. A apuração encerrou ás 00h40.

Concorreram a uma das trinta vagas, 45 candidatos, sendo 15 de titular e 15 suplentes para o quadriênio 2020-2023.

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdca) foi o responsável por conduzir todo o processo organizacional para escolha dos conselheiros no município, ele disponibilizou nove polos de votação com 46 urnas, mais de 150 pessoas estiveram envolvidas nesse processo durante todo o dia.

Os polos disponibilizados foram:

1.  Polo Eixo Forte

2.  Polo Rios

3.  Polo Santarenzinho

4.  Polo Nova República

5.  Polo Uruará

6.  Polo Caranazal

7.  Polo Centro

8.  Polo São José

9.  Polo Boa Esperança

Nem mesmo o dia de muito sol impediu que as pessoas fossem pela primeira vez exercer o direito ao voto que não era obrigatório.

Foi o caso da professora Joyce Cristina Santos. “Por trabalhar na educação tenho ciência da importância da atuação do Conselho Tutelar, o envolvimento dos conselheiros, o compromisso que eles têm. Achei muito importante o trabalho de divulgação, é um trabalho muito importante em Santarém, rende bons frutos e por isso vim ajudar nesse processo de escolha pela primeira vez", destacou a professora.

A idosa Maria de Fátima de Souza, moradora do bairro Santana, foi até a escola Gonçalves e disse que deixou seus afazeres de domingo em prol de fazer uma escolha consciente. “Muitas coisas são importantes e proteger as crianças é muito importante. O que não quero pros meus netos eu não quero para os filhos de ninguém então peço ajuda dos conselheiros.”

A Jovem Lilian Brasão foi a escola Haroldo Veloso, no bairro Maicá, no meio da manhã também contribuir com seu voto para a escolha. “É um momento único. É algo muito significante para nossas crianças e nossas famílias, por isso tirei esse tempo para a melhoria do processo”, justificou.

De acordo com a presidente do Comdca Roselene Andrade o dia surpreendeu toda a comissão eleitoral.

“Essa eleição foi um dos momentos mais democráticos da história, ela foi muito ampla, bem divulgada e objetivou contemplar um número maior de eleitores o que surpreendeu com a resposta nas primeiras horas após o início da eleição que aconteceu ás 8h. Devido a grande presença de pessoas para exercer a cidadania por meio de voto, houve a falta de cédulas em alguns polos eleitorais. Ao saber da situação o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdca), e a comissão eleitoral que acompanhava todo o processo foi em busca de solução do problema com a produção de mais cédulas. Procuramos resolver o mais rápido possível para a continuidade do pleito e por isso nós resolvemos estender o horário de votação em mais uma hora encerrando o pleito ás 18h para que todos pudessem ter direito a voto”. Justificou a presidente.

A Secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social Celsa Brito observou que a população está de parabéns por ter ido, mesmo em um domingo, sem serem obrigadas, exercer seu direito ao voto e contribuir para eleger candidatos para zelar pelos direitos de crianças e adolescentes por 4 anos. “Todos estão de parabéns e devem cada vez mais exercer sua cidadania. O Conselho conduziu todo o processo com muita responsabilidade e competência e é importante destacar que esse foi o primeiro processo unificado realizado e podemos contar com o apoio de todos os nossos servidores nesse dia importante, agradecemos ao trabalho de todos e parabenizamos aos eleitos e desejamos que eles possam zelar pelos direitos dos futuros do amanhã que são nossas crianças e adolescentes”, destacou Celsa Brito.

O Promotor Público do Estado da promotoria da infância em Santarém, Mauro Marques, fiscalizou durante o dia o processo de eleição e acompanhou a apuração que aconteceu na Escola de Artes Emir Hermes Bemerguy. Aproximadamente 40 pessoas participaram da apuração.Apuração dos votos.

Confira a lista com o nome dos candidatos eleitos para os cargos de titular e suplente e a quantidade de votos para os Conselhos Tutelares I,II e III:

Conselho Tutelar I:

Cargo de Titular – Conselho Tutelar I:

Vita Rocha – 1079 votos

Ingrid Batista – 960 votos

Maik Miranda – 953 votos

Alessandra Patrícia – 767 votos

Vanderléia Vanda – 728

Cargo de Suplente -  Conselho Tutelar I:

Petrúcia Carmem – 644 votos

Prof.ª  Daniela Avelino – 596 votos

Jaime Seade – 512 votos

Aldenira Coelho – 467 votos

Maria Lenilda Castro – 411 votos

Conselho Tutelar II:

Cargo de Titular - Conselho Tutelar II:

Nelma Silva – 1098 votos

Flávia Rayana - 941 votos

Ivete Ferreira – 708 votos

Rose Silva – 697 votos

Aline Rocha – 637 votos

Cargo de Suplentes - Conselho Tutelar II:

Riso Pereira – 567 votos

Sávio Lisboa – 528 votos

Lidy Duarte – 431 votos

Ellen Mara – 405 votos

Liandra Bonfin – 401 votos

Conselho Tutelar III:

Cargo de Titular - Conselho Tutelar III:

Thiago Oliveira – 1011 votos

José Quaresma – 778 votos

Fabrício Castro – 723 votos

Ilana Pereira – 699 votos

Catarina Ferreira 678 – votos

Cargo de Suplente - Conselho Tutelar III:

Adriana Trindade – 645 votos

Prof. Joelson Pereira – 625 votos

Cristiano Mota de Sousa – 597 votos

Salaty Melo – 552 votos

Erica Sousa – 483 votos

 

Total de votos brancos e nulos nos Conselhos I, II e III: 3.893

Total de votos válidos: 25.871

Total de cédulas: 13.570

Os novos conselheiros passarão por formação inicial antes de começar a atuar em um dos Conselhos Tutelares de Santarém. A posse ocorrerá em 10 de janeiro de 2020.

O que são os Conselhos Tutelares:

Os Conselhos Tutelares são órgãos permanentes e autônomos, ou seja, uma vez criados, não podem ser extintos e subordinados a quaisquer outros órgãos estatais. Instituídos pela Lei 8.069, no dia 13 de julho de 1990, foram criados junto ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Os conselheiros tutelares atuam conforme o estatuto e, em parceria com as escolas, organizações sociais e serviços públicos e fazem um importante trabalho de atendimento a crianças e adolescentes, para proteção de seus direitos.

São algumas das atribuições dos Conselhos Tutelares:

• Atender e aconselhar os pais ou responsável;
• Requisitar serviços públicos nas áreas de saúde, educação, serviço social, previdência, trabalho e segurança;
• Encaminhar ao Ministério Público notícia de fato que constitua infração administrativa ou penal contra os direitos da criança ou adolescente;
• Requisitar certidões de nascimento e de óbito de criança ou adolescente quando necessário;
• Representar, em nome da pessoa e da família, contra a violação dos direitos;
• Representar ao ministério público para efeito das ações de perda ou suspensão do poder familiar, após esgotadas as possibilidades de manutenção da criança ou do adolescente junto à família natural.

A partir da publicação oficial do resultado da eleição o candidato que discordar do resultado poderá entrar com interposição de recurso e terá 5 dias úteis para receber o parecer.


Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação