Notícias

Atualizado em 04/09/2019 às 19h42

CTA passa a ter equipamento de ponta para medir a carga viral de portadores do HIV e HCV

GeneXpert: equipamento detecta em até duas horas a quantidade de vírus presente no organismo dos pacientes. Foto-Bruno Ribeiro

Quase três mil usuários de toda a região Oeste do Pará que fazem tratamento e acompanhamento no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), em Santarém, serão beneficiados com um novo equipamento para a detecção da carga viral de HIV e HCV (hepatite C) no organismo.

O Centro de Testagem e Aconselhamento, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), recebeu esta semana, do Ministério da Saúde (MS), um equipamento chamado GeneXpert, uma nova ferramenta de alta tecnologia que detecta em até duas horas a quantidade de vírus presente no organismo dos pacientes.

A solicitação foi feita ao MS pela coordenadora do CTA, Ana Lúcia Ferreira, citando problemas comumente enfrentados com o envio do material biológico de todos os seus pacientes para Belém, onde a análise vinha sendo feita desde que o CTA foi implantado no município.

"Isso é um grande avanço para o tratamento de pessoas portadoras do HIV e da Hepatite C que se tratam em Santarém. Antes, tínhamos que enviar as amostras dos nossos pacientes para Belém. Isso demandava tempo, despesas com transporte, com os insumos para o envio das amostras e muitas vezes esse material se perdia, pois essa análise não pode ser feita após 24h da coleta", explica.

Além de detectar a carga viral do HIV e HCV, equipamento também pode ser aplicado ao diagnóstico da tuberculose, por exemplo. Foto-Bruno RibeiroO CTA de Santarém é polo e referência no atendimento de toda a região Oeste do Pará. Atualmente, atende a 2.465 pacientes que fazem tratamento contra o vírus HIV e 417 portadores do vírus da Hepatite C – o HCV. São aproximadamente três mil pacientes que precisam fazer esse acompanhamento, quase que mensalmente.

"Graças a este equipamento, vamos otimizar tempo, recurso e melhorar ainda mais o tratamento dos nossos pacientes", ressalta Ana Lúcia.

O exame da carga viral é de suma importância para o tratamento dessas doenças, sendo crucial para decidir o momento mais adequado para iniciar o tratamento ou modificá-lo, se for o caso. Como serve para monitorar a saúde de quem toma os antirretrovirais ou não, esse exame deve ser realizado a cada três ou quatro meses.

Treinamento de pessoal

Profissionais do CTA passam por treinamento para manusear o equipamento. Foto-Bruno RibeiroPor toda esta semana, os profissionais que atuam no CTA estão passando por um treinamento para manusear o equipamento. Por isso, a bióloga e gerente de treinamento da empresa que fornece o GeneXpert, Melissa Virgílio, está em Santarém para orientar esses profissionais. Ela informou que o equipamento possui quatro módulos, podendo realizar até quatro exames de quatro pacientes diferentes, ao mesmo tempo.

Trata-se de um equipamento moderno de tecnologia molecular, que também pode ser aplicado para o diagnóstico de outras enfermidades, como tuberculose, doenças provocadas por estafilococos, influenza, entre outras.

Dayse Lima Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação