Notícias

Atualizado em 30/04/2019 às 21h43

Reunião alinha uso compartilhado do Theatro Municipal Victória


Theatro Victória terá gestão compartilhada.Representantes dos governos municipal, estadual e do Ministério Público do Estado do Pará (MPE) reuniram-se na manhã desta terça-feira, 30, para discutir o alinhamento do uso do espaço do Theatro Municipal Victória. Desde maio de 2010, no local, funcionam as atividades do MPE. O poder público municipal tem interesse na utilização do espaço para fomentar atividades culturais do município. Atualmente, a pasta da Cultura utiliza um dos departamentos nos altos, a sala Cultural. E vários pontos relevantes foram argumentados em prol do uso mais compartilhado do espaço, objetivando maiores serviços à população da Pérola do Tapajós.

O Procurador Geral de Justiça do Estado do Pará, Gilberto Valente Martins, lembrou que o prédio foi reformado para ser atualmente uma referência de palco para vários projetos. "Sensibilizado com patrimônio histórico e cultural, o MPE conseguiu a cessão desse prédio para fazer a reforma do Theatro Victória com recursos próprios. E hoje estamos a serviço da população de Santarém e Região. Serve a comunidade e preserva o patrimônio. E ficou claro aos participantes do encontro, a importância das ações do MP e ainda a importância de vocacionar esse Theatro para uma atividade cultural. E acertamos que o trabalho a ser desenvolvido nesse espaço, compartilhado com a municipalidade, será agora voltado também à atividade cultural", explicou o Procurador.

Dentre os serviços disponibilizados pelo Projeto 'MP e a Comunidade', que atendem principalmente os ribeiros estão: emissões/retificações de registros, divórcios processuais, conciliações e questões patrimoniais e litígios, e reconhecimento de paternidade entre outros.

Úrsula Vidal, secretária de estado de Cultura.A secretária de estado de cultura (Secult), Úrsula Vidal, participou da reunião e destacou que todos estão dentro de uma mesma casa. "Aqui, não há uma relação conflitante, mas complementar, pois há uma agregação de valores, na qual todos, dentro da sua atuação, têm a intenção única de servir a comunidade. A Cultura é um investimento para a evolução da sociedade, uma vez que traz o desenvolvimento da mesma. E o modelo da gestão compartilhada não é complexa, uma vez que a Prefeitura ao utilizar a área total superior do Theatro, que conta com várias salas e banheiros, poderá trabalhar muito mais a política pública cultural. E poderemos trazer mais cursos e oficinas. E parabenizo o trabalho do Projeto MP e a Comunidade", disse a secretária.

O secretário municipal de cultura, Luis Alberto Figueira, o "Pixica", destacou diálogo democrático. "Reunimos em forma democrática e juntos encontramos o melhor uso das dependências do Theatro Municipal Victória. Nós conseguimos mais um espaço para a Cultura santarena, onde os munícipes vão usufruir desse espaço com várias expressões culturais. Será redigida uma minuta para fins de adequar o uso e as responsabilidades, tanto da Prefeitura e do MP quanto a manutenção do prédio. Ainda esse semestre aguardamos que possa entrar em execução o acordado nesse encontro. A distribuição proposta foi a parte de cima e a parte lateral direita de quem entre no prédio será de uso do governo municipal para fins de ações artísticas culturais", detalhou.

Prefeito Nélio Aguiar durante visita à Filarmônica.Para o Prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, o encontro resultou num avanço. "Temos um termo de cessão junto ao Ministério Público Estadual. No entanto, a realidade da Instituição Estadual já modificou, principalmente com a nova sede instalada no bairro Liberdade. Considerado o melhor prédio no Estado do Pará. E com a transferência de alguns departamentos, a nova estrutura, algumas salas ficaram sem atividades. E principalmente por causa da crise financeira que o país vem enfrentando, uma vez que a Prefeitura precisa locar espaços para a implementação de seus projetos, e que com esse novo formato de cessão, haverá melhoras na disposição do espaço", lembrou.

O gestor destacou a grandiosidade do Projeto em funcionamento no prédio, o 'MP e a Comunidade'. "É estratégico ao atendimento ao público, principalmente das áreas ribeirinhas. E nessa ação proposta do compartilhar o prédio, atende tanto o MPE quanto às ações da Cultura via Estado e Município, ambos em benefício da população. Que vai continuar tendo o acesso aos serviços do MP e os serviços da cultura, quanto o ampliar mais a ofertas de atividades artísticas culturais. Uma vez que o MP cede mais espaço para esses fins", finalizou o gestor do município.

Participaram do encontro também a coordenadora das Promotorias de Justiça de Santarém em exercício, Larissa Brandão, Coordenadora do Programa, "O MP e a Comunidade", Lilian Braga, Chefe de Gabinete da Procuradoria Geral de Justiça, Aldo Saife, Secretário do Centro de Governo do Baixo Amazonas, Henderson Pinto, Diretor do Departamento de Obras e Manutenção, Luiz Ricardo Pinho; a secretária de estado de cultura (Secult), Úrsula Vidal,
Pela parte da tarde, também houve uma visita as dependências da Filarmônica Municipal Professor José Agostinho.

Alciane Ayres Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação