Notícias

Atualizado em 26/04/2019 às 19h09

Mecanização agrícola agiliza a produção do milho para festival e fortalece o turismo em Santa Cruz

Comunidade Santa Cruz, cultivadora do milho, recebe incentivo de produção por meio da engenharia agrícola Uma das prioridades da Prefeitura de Santarém por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) é a mecanização agrícola com base no desenvolvimento sustentável da agricultura familiar. Nesse sentido, dando apoio ao homem do campo, estimulando e promovendo o desenvolvimento econômico e social com a geração de emprego e renda através do aumento da produtividade. Uma das comunidades que recebe o apoio do município é Santa Cruz na região da Curua-Una que vem ganhando destaque com o turismo de base comunitária, e o cultivo de milho tem sido a grande aposta dos comunitários para atrair mais turistas.

Distante 37 quilômetros da área central de Santarém, Santa Cruz realiza todos os anos o tradicional Festival Gastronômico do Milho que movimenta a economia e gera lucro para a região. O festival é uma das maiores manifestações culturais e turísticas da localidade. Este ano está na 7ª edição, e acontecerá nos dias 25 e 26 de maio, no Barracão Comunitário.Plantação de milho, responsável por 'abastecer' Festival Gastronômico do Milho fortalecendo a renda e o turismo na região

A cada ano um agricultor é escolhido para ficar responsável pela plantação do milho e tem a missão de negociar a produção por um valor acessível, que é comprada pela Associação Comunitária de Agricultores, Produtores Rurais, Criadores e Extrativistas de Santa Cruz (Acapruces), entidade que coordena a festividade. Para 2019, o comunitário e produtor rural, Ronan Moura, é o responsável pela produção.

O preparo do solo é essencial para garantir o maior rendimento agrícola. Porém, é com a ajuda do município através da Semap e o Núcleo de Incentivo à Produção Familiar (Niprof), que auxilia o comunitário com assistência técnica e mecanização da área plantada. Nesse sentido, possibilitando a reincorporação da área degradada ao processo produtivo e aumento da produção com qualidade. Para este ano, o Niprof preparou a mecanização de 2 hectares na área. Recentemente os técnicos estiveram no local realizando uma vistoria na plantação.

Para o Coordenador do Niprof, Elizeu Ramos, ver o trabalho dos produtores e o entusiasmo pela conquista da produção é gratificante. "Nós estamos felizes em apoiar o pequeno agricultor com a produção familiar. O nosso objetivo é fazer com que haja produção na comunidade, como está havendo, com geração de emprego, renda, com dignidade para as famílias do campo e uma boa safra para atender principalmente aos visitantes que irão ao festival.", comentou.Produtor Ronan Moura e coordenador do Niprof Elizeu Ramos 

De acordo com o produtor, Ronan Moura, o apoio da prefeitura é essencial para que a produção seja excelente. Segundo ele, a conservação, o preparo do solo e o plantio envolvem técnicas que colaboram diretamente para a produtividade. "Esse acompanhamento e técnicas oferecidas pelo município fazem com que a nossa produção seja ótima. Nós produtores ficamos gratos pela parceria", destacou.

A diversificação da agricultura, que é uma realidade no município, tem gerado uma grande demanda de atividades voltadas ao uso da patrulha mecanizada para realização de melhorias nas propriedades rurais. Somente em 2018, 25 hectares de áreas foram preparados em propriedades rurais, beneficiando dezesseis famílias, principalmente na Região do Arapixuna.

O festival
A comunidade se prepara o ano todo para a chegada do evento que gera uma renda substancial revertida para melhorias na infraestrutura da comunidade. Além de divulgar as potencialidades da gastronomia local e o cultivo da produção do milho, o evento é uma motivação para os comunitários com intuito de adoção de novas tecnologias e o aumento da produção.

A iniciativa da Associação Comunitária de Agricultores, Produtores Rurais, Criadores e Extrativistas de Santa Cruz (ACAPRUCES) serve para valorizar a cultura do milho e incentivar o plantio sustentável e ainda garantir renda para os agricultores. O festival movimenta a economia de Santa Cruz, que se destaca por ser uma das maiores produtoras de milho da região da Curuá-Una.

Entre os produtos e pratos mais apreciados, está a pamonha, canjica, bolo, vatapá e o mingau de milho. Também são vendidos pudins, sorvetes e doces. Além da culinária, haverá apresentações culturais e show musical com uma banda local.

Leia também:

 

 

 

Luan Rodrigues Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação