Notícias

Atualizado em 15/03/2019 às 18h00

Profissionais da saúde discutem novo protocolo de atendimento à mulher em Santarém

Neste mês de março, considerado o mês das mulheres, a Prefeitura de Santarém por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), deu hoje (15) o pontapé inicial para a formação de um novo Protocolo de Atenção Básica para a Saúde da Mulher no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, também fez a implantação do programa de Educação Permanente em Saúde (EPS), que deve ser desenvolvido mensalmente em Santarém junto a todos os profissionais que atuam na saúde pública no município.

O evento ocorreu no auditório do Instituto Esperança de Ensino Superior (Iespes), e contou com a participação de mais de 200 profissionais que atuam em Unidades Básicas de Saúde (UBS's) locais. A iniciativa fez parte do programa de Educação Permanente em Saúde (EPS), que neste mês de março está voltado para a saúde da Mulher, com ênfase no pré-natal. Ao todo, serão três encontros com a mesma temática, com a participação de 200 profissionais em cada um deles, até que todos sejam capacitados, desde vigias até médicos. Os próximos encontros ocorrerão nos dias 22 e 29 de março.

Nos três encontros estão sendo repassadas informações sobre o fluxograma das doenças mais frequentes no pré-natal, fluxograma e encaminhamento das gestantes de alto risco, plano de parto e as consultas dentro da Atenção Básica (pré-natal, vacinas e exames de rotina).

De acordo com a coordenadora do Programa de Saúde da Mulher da Semsa enfermeira Marcela Brasil, que também é uma das palestrantes, o novo protocolo nacional de atendimento à saúde está sendo adequado, criando-se um protocolo municipal que leva em consideração as particularidades locais, padronizando os atendimentos em todas as unidades de saúde.

O objetivo do protocolo é ampliar a resolutividade das equipes de saúde, com o enfoque clínico e de gestão do cuidado, servindo como subsídio para qualificar a tomada de decisão por parte dos profissionais de saúde no atendimento à mulher no período gestacional. "Através desse protocolo específico do pré-natal, vamos organizar e atender da melhor forma possível as gestantes, definindo, por exemplo, quais os dias da semana em que a mulher pode se inscrever no pré-natal, quais os dias e horários que ela poderá realizar os testes rápidos, quais os exames que devem ser solicitados nas consultas de pré-natal, bem como estabelecer o fluxo de emergência obstétrica, identificando quais os casos que devem ser encaminhados para o Centro de Referência da Mulher, dentre outros", salienta a enfermeira Marcela Brasil.

Com a implantação do protocolo, deve haver mudanças de procedimentos segundo ela. "Alguns procedimentos que eram realizados apenas pelos médicos passarão a ser feitos também pelos enfermeiros. Isso deve agilizar os atendimentos, melhorar o acesso e o tratamento das nossas gestantes", avalia.

Segundo Marcela Brasil, já existe um esboço sendo montado em cima do protocolo nacional, que está sendo discutido e adequado mediante os encontros com todos os envolvidos na saúde pública municipal. Após adequado, ele será apresentado ao Conselho de Saúde para aprovação e só passará a valer após a assinatura e aval da Secretária Municipal de Saúde Dayane Lima. A previsão é que o novo Protocolo Municipal de Atenção Básica para a Saúde da Mulher no pré-natal deva começar a ser colocado em prática já no mês de maio deste ano.

Leia também:

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Dayse Lima Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação