Notícias

Atualizado em 31/01/2019 às 12h44

Apresentado modelo de gradil e cova para arborização de passeio público


Modelo de arborização de passeio público foi apresentado já com os critérios de implementação corretaUm tipo de cercado e cova foram apresentados na manhã desta quinta-feira (31) no Parque da Cidade como modelo para a arborização de passeio público das ruas do município.

A atividade que faz parte do I Workshop do Projeto Floresta Urbana é uma realização da Prefeitura de Santarém, por meio das Secretarias de Meio Ambiente (Semma), Agricultura e Pesca (Semap), Infraestrutura (Seminfra) e Educação (Semed), em conjunto com a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado do Pará (Ideflor-Bio) e Centrais Elétricas do Estado do Pará (Celpa).

O padrão é previsto pelo Código de Postura do Município, Lei nº 19.207/2012, pelo Termo de Ajuste de Conduta (TAC) nº 0001/2016 da 11ª Promotoria Jurídica do Ministério Público do Pará (MPPA), e pela Lei das Calçadas nº 20.506/2018, que observam a Norma Brasileira nº 9.050 (NBR 9.050), da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

"Aqui foi feito um modelo que atende a legislação vigente. É estabelecido para árvores de pequeno a médio porte, sendo uma cova com abertura de 70cmX70cm, tem gradis de madeira triangular com até 1 metro de altura e deve ser implantado na faixa livre da calçada. O modelo vai permitir a espécie se expandir, crescer e também absorver normalmente a água da chuva", informou o Mestre em Florestas Tropicais Everton Almeida.

A ideia é que quando o plano seja executado, a população possa adotar uma ou mais árvores a serem implantadas nas calçadas e avenidas das imediações de sua casa. O cidadão receberá todas as orientações, poderá ajudar no desenvolvimento das espécies e o acompanhamento dos órgãos ambientais.

"Para questões paisagísticas é sugerido a implementação de espécies como os ipês por apresentarem floração que produzem belas imagens e o tronco que ocupa pouco espaço. Além deles, podemos sugerir o pau-preto, pau-brasil e os oitís que são os tipos mais comuns conforme o levantamento realizado na cidade. Também queremos implantar o pará-pará que é uma espécie nativa e de floração atrativa. Nada impede que sejam plantados tipos que ofertem frutos pequenos", contou Everton Almeida.

Saiba mais:

Dentre outros critérios que devem ser obedecidos para plantio de árvores em ruas e avenidas, as covas devem guardar distância mínima de quatro metros de distância de postes, um metro de distância da entrada de garagens, a dois metros de bueiros, a 60 centímetros de tubulações subterrâneas e a dois metros de distância de esquinas.

No planejamento de plantios em frente a lotes vagos, as mudas devem ser colocadas a quatro metros de distância dos limites, evitando problemas futuros com o acesso à edificação.

Júlio César Antunes Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação