Notícias

Atualizado em 18/01/2019 às 15h50

Usuários do Centro Pop participam de qualificação profissional com enfoque na geração de renda


Amauri Martins e o venezuelano Xavier Alejandro com os bolos de pote preparados por eles mesmosDurante esta semana, a cozinha do Centro Pop Dom Lino Vombommel foi o cenário de qualificação profissional. Quinze usuários participaram de uma oficina com enfoque na geração de renda que os ensinou a produzir bolos de pote. A capacitação que iniciou na segunda-feira (14) e encerrou nesta sexta-feira (18) ensinou desde a parte operacional até a financeira.

Maria Riziete da Silva ensinou os usuários a prepararem a massa e a técnica de colocar os bolos no poteA oficina foi ministrada pela auxiliar de cozinha do Centro Pop, Maria Riziete Conceição da Silva, que deu todas as orientações aos usuários, incentivando-os a fazer a massa do bolo e a técnica de colocá-los no pote com o recheio.

Trinte e seis bolos foram produzidos ao fim da oficina, e todos vendidos ao valor de R$2,00. Os usuários Amauri Martins e o venezuelano Xavier Alejandro obtiveram uma excelente conclusão da qualificação ao venderem toda sua produção. Além de obter lucro também receberam elogios dos que compraram, o que os motivou a continuar produzindo para conseguir uma fonte de renda.

Centro Pop incentiva e oportuniza os usuários a reconstruírem a vida por meio de oficinas de geração de rendaSegundo a coordenadora do centro, Glaucya Fiori, o projeto "Bolo de Pote" surgiu da necessidade e solicitação dos usuários, bem como em atendimento aos objetivos da unidade, em contribuir para a construção ou reconstrução de novos projetos de vida; restaurando e preservando a autonomia da população em situação de rua. Informou ainda que a exemplo de demais oficinas realizadas anteriormente, o lucro será partilhado e distribuído de modo homogêneo entre os participantes.

O Centro Pop Dom Lino Vombommel é uma unidade pública voltada para o atendimento especializado à população em situação de rua. Realiza atendimentos individuais e coletivos, oficinas e atividades de convívio e socialização, além de ações que incentivem o protagonismo e a participação social das pessoas em situação de rua. Em Santarém, o Centro Pop disponibiliza, também, o serviço de abordagem social.

O usuário Amauri Martins afirmou que continuará a produzir os bolos para continuar o sucesso da 1ª venda. Na foto ele, feliz, mostra a bandeja vaziaXavier Alejandro com a bandeja vazia após ter vendido toda sua produção                                    

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação