Notícias

Atualizado em 29/12/2018 às 9h40

Lançamento do Livro do Edinaldo Mota tem música e papo informal


A noite de quinta-feira (27) foi marcante ao público presente no lançamento do livro, Memórias (Histórias & Estórias, Lendas e Lorotas) do Edinaldo Mota. Ele, que é paraense, da cidade de Óbidos, mas com títulos de cidadão santareno e belterrense. Atuou como advogado, professor, um dos ícones do rádio santareno e atualmente aposentado. O espaço escolhido para o lançamento foi estratégico, o Cristo Rei-Centro de Artesanato do Tapajós. No lugar funcionou o programa de auditório, o qual as pessoas divertiam-se aos domingos com o saudoso programa E-29 Show. Mota destacou-se como animador. E vários momentos da época e demais trajetórias dele foram lembrados por meio da música e papo informal.

Trechos do livro quanto ao reconhecimento, do criador-diretor-apresentador do programa E-29 Show, Ércio Bemerguy ao talento do animador:

"Desembaraço, Inteligência, disposição, humildade e carisma, foram as qualidades que fizeram do Edinaldo Mota, desde o início de sua carreira como radialista, um autêntico ídolo, sempre sendo alvo de admiração, do respeito, da simpatia e do carinho por parte de seus ouvintes. Por tudo isso, e muito mais, foi por mim, convidado e prontamente aceitou ser o meu parceiro, o [animador] do E-29 Show", pag. 106.

Para o titular da pasta da Cultura no município de Santarém, Luís Alberto Figueira, novamente o governo municipal cumpre com o propósito de apoiar o registro de histórias relevantes. "E registra e eterniza a história de Edinaldo Mota é preservar a cultura santarena. A Prefeitura de Santarém não poderia ficar de fora. E fico feliz pelo organizador do livro ter acatado a minha sugestão de publicar o livro com homenageado em vida. Porque sigo a tese de Nelson do Cavaquinho, [se alguém tiver de fazer alguma coisa por mim, que o faça, agora]. E nesta linha, homenageamos o Edinaldo Mota em vida, uma pessoa que merece pela dedicação ao rádio em Santarém, e grandiosa atuação que teve no programa de auditório, neste espaço, Cristo Rei. Aqui, nós tivemos diversos momentos de muita festa e descobertas de grandes talentos culturais. Esse espaço tem história, assim como tem história, Edinaldo Mota", destacou.

O organizador/editor, da obra literária, Cristovam Sena do Instituto Cultural Boanerges Sena (ICBS), pontua a satisfação de concluir a obra. "É uma satisfação imensa. E quando eu fui procurado pelo Edinaldo Mota para vermos a possibilidade de editarmos esse livro dele, a mais de ano. Eu fiquei entusiasmado pela qualidade do material dele. E analisei a possibilidade de fazer um material de excelência para Santarém. Em relação a literatura. Eu abracei o projeto e partimos ao principal, o depois da obra. Que é financiar a obra, e aí o ICBS, conta sempre com uma parceria muita boa, a da Prefeitura de Santarém, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), que nós temos editados vários livros. Falei com o secretário da pasta", detalhou.

O radialista com 53 anos de profissão, Sinval Ferreira da Rádio Rural (AM), esteve no evento, e destacou o empenho do Mota em manter-se sempre atuante por outro viés da comunicação. "Este momento é um sonho sendo concretizado. O sonho Edinaldo Mota, em lançar o livro e Graças a Deus, ele conseguiu. E para nós, que fazemos comunicação, é muito importante. Ele está aposentado do microfone e do áudio. Mas agora, ele encontrou outro meio de se comunicar, através desta literatura e de outros que virão. E isso deve servir de exemplo para nós comunicadores, de não abandonar o seu sonho, ele batalhou e realizou esse sonho. Porque comunicação para nós está no sangue, e quando você não tem mais condições de se comunicar na linha exercida há tempo, procure outra forma, porque você é importante para a sociedade", disse.

O dinossauro do rádio é exemplo também aos novatos, o repórter com 2 anos em exercício na Rede de Notícia da Amazônia (Rádio Rural), Allan Hills sente-se honrado por estar presente na noite. "Maravilhoso reportar este momento brilhante de ícone do rádio. A vida dele é uma história para a comunicação regional e merecedora desta impressão. Mesmo porque temos poucos livros que pontuam pontos históricos deste segmento. E ele é uma inspiração aos iniciantes na carreira de comunicador", afirmou Hills.

A cantora e compositora da capital paraense, Andréa Pinheiro estava com show agendado na Pérola do Tapajós, e veio felicitar com cantoria, o Edinaldo Mota. "Sinto-me privilegiada ao chegar a Santarém, no dia deste lançamento, e fui convida a cantar para o homenageado. Fiquei muito feliz, porque, Santarém é um polo de várias linguagens da arte, e aqui estou neste lançamento da arte da literatura, na história deste profissional de grande destaque", elogiou.

Durante a programação, a palavra foi franqueada para amigos, que fizeram citações de grandes momentos vivenciados com Edinaldo Mota. Dentre as atrações artísticas culturais, a cantora e compositora santarena, Maria Lidia. O Mota também fez homenagens, entre, o secretário municipal de cultura, Luis Alberto Figueira, com a entrega da plaqueta de gratidão pelo apoio. E o organizador/editor, Cristovam Sena, agradeceu o secretário municipal de Turismo, Diego Pinho, por ceder o espaço do Cristo Rei ao evento.

Aos interessados a aquisição de exemplares do livro, o valor do exemplar, R$ 40. Informações pelo contato (93) 9975-2295.

Alciane Ayres Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação