Notícias

Atualizado em 21/11/2018 às 10h26

Prefeitura realiza cerimônia de despedida para médicos cubanos


A Casa da Cultura foi palco da homenagem e da despedida dos médicos cubanos que prestaram assistência médica em Santarém. O encontro aconteceu na noite desta terça-feira (20) e contou com a presença do prefeito Nelio Aguiar, da Secretária de Saúde, Dayane Lima, vereadores, Conselho Municipal de Saúde, secretários e coordenadores.

Os primeiros médicos cubanos começaram a chegar a Santarém no ano de 2013. Um grupo de 11 médicos desembarcou no Brasil rumo à Santarém com a missão de levar saúde e ajudar a melhorar cada vez mais a assistência básica no município, através do Programa Mais Médicos do Governo Federal. Começava então um divisor de águas na história da saúde pública do município, pois com a chegada dos médicos cubanos foi possível levar atendimento à população carente nos lugares mais distantes da região.

secretária Dayane entregando placa de agradecimentoA secretária de saúde, Dayane Lima, lamentou que os médicos tenham que retornar ao seu país de origem,  destacando a importância destes profissionais para o avanço da saúde pública local. Dayane reforçou ainda, que os usuários não ficarão sem atendimento médico. "Somos muito gratos pelo trabalho de cada profissional. Eles somaram força com os nossos médicos brasileiros e souberam fazer a diferença. Desejamos que Deus abençoe a trajetória deles e que tenham o sucesso que almejam. Como medida emergencial, os pacientes das UBS's atendidas pelos médicos cubanos, serão remanejados para as Unidades Básicas de Saúde mais próximas", esclareceu a secretária.

O prefeito Nélio Aguiar disse que os médicos cubanos foram de grande importância para a política de descentralização dos atendimentos e do fortalecimento da atenção básica no Sistema Único de Saúde (SUS). Ele lamentou a saída dos profissionais e agradeceu em nome da população a missão cumprida com eficiência pelos médicos.

"O programa Mais Médicos passou a ser a mão amiga dos municípios que lutam incansavelmente para tentar reverter essa situação na saúde pública. Passou a ser uma alternativa para a questão emergencial do atendimento básico ao cidadão no SUS. O simples fato de o médico residir na comunidade, já humaniza o atendimento, pois cria laços, e contatos permanentes com seus pacientes, fortalecendo a Atenção Básica. Portanto, os efeitos da saída dos profissionais do programa Mais Médicos não serão bons para a saúde de nossa cidade e mais prejudicial ainda para as comunidades mais isoladas", disse o prefeito. "É ressaltando a importância desse trabalho eficiente, dessa missão humanitária, desse profissionalismo sem fronteiras que eu prefeito de Santarém Nélio Aguiar agradeço a cada um de vocês cada atendimento, cada consulta, cada procedimento e cada atenção ou gesto dispensado ao povo da nossa querida Santarém", acrescentou o gestor municipal.

Emoção e gratidão também fazem parte dos sentimos de quem vai retornar à sua pátria. O médico Cubano Manoel Osório  fala com emoção da experiência de trabalhar na Amazônia. "Foi uma experiência muito gratificante trabalhar neste país, nesta cidade, na comunidade onde eu estava. É muito valoroso poder ver a alegria delas a cada consulta. Essas pessoas são esforçadas, amigas, com um coração gigante. Agradecemos o apoio da equipe de saúde e o companheirismo da Secretaria de saúde, do prefeito desta cidade e principalmente do Lauro, coordenador do Mais Médicos da secretaria, e que nos recebeu com muito amor no coração. Obrigado, Brasil. Obrigado, Santarém", finalizou o médico.

Atualmente, o município de Santarém contava com o atendimento de 17 médicos cubanos, distribuídos da seguinte forma:
3 em Fátima
1 na Nova República
1 na Vitória Regia
1 no Santarenzinho
1 na Area Verde
2 Mapiri
1 Maracanã
1 Santana do Ituqui
1 Nova Esperança do Ituqui
1 Jacamim
1 Guaraná
1 Tapará Grande
1 Vila Socorro 
1 Curuai

Com o retorno destes médicos à Cuba, os pacientes das Unidades Básicas de Saúde que eram atendidos por eles, serão remanejados para as UBS's próximas, a fim de garantir o atendimento médico de qualidade à população.

Todos os médicos cubanos que estão no Brasil devem retornar à Cuba até Dezembro deste ano. 

médica cubana recebe placa de agradecimento

Angela Miranda Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação