Notícias

Atualizado em 26/10/2018 às 12h48

Atividade do “Junho Violeta” comemora 15 anos do estatuto do idoso


A programação fez parte da campanha "Junho Violeta: Violetas contra a Violência – Dignidade e Respeito para com a Pessoa Idosa" aberta no dia 15 de junho - Dia Mundial de Conscientização da não Violência contra a Pessoa Idosa. A atividade teve como objetivo comemorar a sanção da lei 10.741 de 1º de outubro, do Estatuto do Idoso que trouxe de forma inédita, princípios da proteção integral e da prioridade absoluta às pessoas com mais de 60 anos e regulou direitos específicos para essa população.

A partir do estatuto, pela primeira vez, negligência, discriminação, violência de diferentes tipos, inclusive a financeira, e atos de crueldade e opressão contra o idoso foram criminalizados e hoje são passíveis de punição. O estatuto também aumentou o conhecimento e a percepção dos idosos sobre seus direitos.

Aproximadamente 200 idosos usuários dos oito Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Conivência do Idoso (CCI), Pastoral do Idoso e Asilo São Vicente de Paulo participaram durante a manhã desta sexta-feira (26), no Parque da Cidade, da programação que foi realizada pela Prefeitura de Santarém por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) e o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI).

"Foi uma manhã especial e devemos agradecer todo o empenho do CMDPI que articulou essa programação tão bonita para os nossos idosos. Reconhecemos os avanços com a sanção da Lei, mas devemos cada dia lembrar que nossos idosos merecem todo o nosso respeito. Eles já trabalharam uma vida inteira, já cumpriram com seu papel na sociedade e agora merecem ser bem tratados e nós devemos denunciar no disque 100 qualquer tipo de violência que venham sofrer. Não podemos nos calar diante da falta de respeito para com a pessoa idosa", observou a secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) Celsa Brito.

Ana Ferreira Cardoso, usuária do Cras Nova República contou que foi com outros amigos do centro prestigiar a programação. "Foi muito maravilhoso, conhecemos muita gente, muita diversão, atendimento médico, tudo muito gostoso e sair do Cras para uma atividade como essa nesse local tão bonito foi bom demais", afirmou a usuária com muita alegria.

"O nosso objetivo com essa programação de cunho social e de cidadania foi para que possamos divulgar mais os direitos da pessoa idosa. Infelizmente ainda é grande o número de denuncias de violações dos direitos dos idosos e ainda é comum ver esses direitos desrespeitados, principalmente em alguns órgãos, estabelecimentos comerciais, como bancos e lotéricas, mas o principal é nos transportes públicos onde se ver o maior desrespeito ao Estatuto", ressaltou a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI) Roseane Matos.

Os idosos fizeram consultas médicas, receberam atendimento jurídico, participaram de atividades físicas com segurança, ministrada por profissionais, orientações nutricionais, atividades de recreação e sorteios de brindes. Fruto de parceiras com a Ordem dos Advogados do Brasil Subseção Santarém (OAB) Faculdade da Amazônia (Unama), Instituto Luterano de Ensino Superior (Ulbra), Academia Qualiv.

A Prefeitura por meio dos oito Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e do Centro de Convivência do Idoso (CCI), conta com uma média de 1000 pessoas idosas participando semanalmente de atividades que visam fortalecer os vínculos familiares e comunitários, através de momentos de lazer e valorização da pessoa idosa.

Nos centros são ofertadas diversas oficinas que contribuem com a geração de renda, passeios, palestras, dinâmicas, orientações, rodas de conversas, atividades de arte e cultura de esporte e lazer, canto coral, aula de zumba, educação física, jogos recreativos, aula de artesanato e aula de reciclagem.

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) oferta o serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (Paefi), o qual direciona os atendimentos ao enfrentamento de violações vivenciadas por idosos e suas famílias, e acompanha as medidas socioeducativas em meio aberto (Liberdade Assistida – LA e Prestação de Serviço à Comunidade – PSC). Atualmente o Creas acompanha 188 idosos que tiveram seus direitos violados.

Através de convênio, a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) é parceira em várias ações desenvolvidas no Asilo São Vicente de Paula.

O município conta também com o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI), criado em 12 de dezembro de 2005, pela lei nº 17.949 / 2005.

Desde o início da campanha Junho Violeta, já foram realizadas varias atividades como:

- Caminhada dos Idosos que saiu do Asilo São Vicente de Paulo até o elevado na matriz
- Sessão Especial na Câmara Municipal, onde foram homenageados Personalidades que se destacaram pela luta na causa do idoso.
- Exposição Fotográfica "Marcas do Tempo"
- Palestras informativas sobre o direito do idoso e os sobre Campanha Junho Violeta – Violetas contra a violência – Dignidade e Respeito para com a Pessoa Idoso, nas escolas.
- Mesa redonda na OAB (Faz parte da programação e foi organizado pela Comissão do Idoso da OAB).

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação