Notícias

Atualizado em 18/10/2018 às 15h50

18 de outubro – Dia do Médico, o guardião da saúde


Veja o vídeo também no perfil do Instagram: Prefeitura de SantarémHoje, 18 de outubro, é comemorado o Dia do Médico, data que homenageia os profissionais que dedicam a vida para salvar as demais. O médico é o responsável por cuidar e promover a saúde de toda a população, por descobrir as enfermidades que atingem determinado paciente, fornecendo suporte e indicações adequadas para que haja a cura. É ele também o encarregado por indicar formas de prevenir doenças e orientar o indivíduo para uma vida mais saudável.

O município de Santarém conta hoje com uma equipe médica de 79 profissionais que atuam em Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Hospital Municipal de Santarém (HMS) e o Pronto Socorro Municipal (PSM). São médicos contratados ou efetivados pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O maior fluxo de atendimento se concentra no HMS. A urgência e emergência do Hospital realiza cerca de 7 mil atendimentos por mês, sendo 350 diariamente. O PMS recebe a maior carga de pacientes de Santarém e de mais 19 municípios do oeste do Pará.

Entenda como funciona a rotina em Prontos-Socorros
″A gente tem o prazer de fazer o que gosta proporcionando para a pessoa o seu bem maior, a saúde″, Jarlisson Rebelo, médico cirurgião do PSMA Organização Mundial de Saúde (OMS) orienta que um médico deve atender um paciente a cada 15 minutos. Seriam, portanto quatro pacientes por hora e 24 pacientes por plantão de seis horas. No PSM, os médicos atendem uma média de oitenta pacientes por plantão.

Enquanto o atendimento em consultórios acontece com dia e hora marcados, no Pronto-Socorro a situação é diferente. A equipe médica fica à disposição de quem não pode esperar por uma consulta e precisa ser atendido imediatamente. A rotina é agitada e exige do médico um atendimento ágil. É ele quem avalia o estado de saúde, realiza exames e decide se o paciente deve ser internado, encaminhado para um especialista, transferido de unidade ou mesmo de hospital.

Apesar das intensas e numerosas atividades, o médico de Pronto-Socorro não trabalha sozinho. Uma equipe de técnicos e enfermeiros realiza os primeiros atendimentos ao paciente, faz a triagem e auxilia no que for preciso.

Se o paciente precisa de cuidados imediatos o médico prescreve a medicação e orienta a equipe de enfermagem sobre o tratamento adequado, acompanha o paciente durante sua estadia no Pronto-Socorro, observa como ele reage ao tratamento e quando não há mais situação de risco é responsável pela sua liberação.

Geralmente o médico que atua em Prontos-Socorros trabalha em regime de plantões, podendo permanecer no hospital durante várias horas seguidas ou ficar de sobreaviso e ser chamado quando algum caso urgente surge.

O plantão cirúrgico não é fácil. O médico plantonista pode ser solicitado a qualquer momento e em qualquer dia da semana. Frente a tantos desafios, esse nobre profissional tem ainda que cumprir rigoroso protocolo de acompanhamento, onde deve relatar todo o histórico do paciente.

Quem conhece bem essa realidade é o médico cirurgião do PSM Jarlisson Rebelo, que mesmo com a agitada rotina se sente feliz com a carreira. "São muitas emergências diariamente. Atendemos desde crianças até idosos. Somos passíveis a emoções tanto boas quanto ruins. Para mim, exercer a medicina não é um trabalho, eu faço isso com amor e alegria", ressalta.

De acordo com Jarlisson, a profissão oferece momentos gratificantes e que marcam a personalidade. Para ele, na medicina é preciso enfrentar momentos difíceis, mas que também trazem realização pessoal. "Às vezes, eu passo até 18 horas trabalhando direto e faço 10, 15, 20, contudo faço isso com satisfação e prazer. O cansaço traz a gratificação no final. A gente tem o prazer de fazer o que gosta proporcionando para a pessoa o seu bem maior, a saúde. Isso me satisfaz bastante como médico", afirma Jarlisson Rebelo.

A carreira médica possui uma grande abrangência de responsabilidade por lidar diretamente com vidas. São incansáveis horas de dedicação, carinho e atenção com os pacientes. E embora com tantos desafios, levam esperança aos que precisam. Parabéns aos guardiões da saúde.

Dayse Lima Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação