Notícias

Atualizado em 13/08/2018 às 16h31

Dia "D" da Campanha de Combate às Queimadas alerta para problemas que a fumaça pode causar à saúde


"Nos primeiros sete meses deste ano a Semma já registrou 99 denúncias de poluição atmosférica entre bairros e comunidades rurais da cidade"

"Tosse, pigarro, falta de ar, tonturas e doenças respiratórias são os principais problemas para quem inala fumaça", essas são algumas das constatações do otorrino Ricardo Horta durante palestra realizada na manhã desta segunda-feira (13) na programação do Dia "D" da Campanha de Combate às Queimadas, no Rio Tapajós Shopping.

Segundo o otorrino os efeitos das queimadas acometem as pessoas tanto ao dia quanto a noite. "As queimadas durante o dia são mais prejudiciais porque o sol reage com a fumaça, tornando os gases mais tóxicos. Porém, à noite, podem causar mais danos à saúde, pois geralmente é quando as pessoas estão dentro das residências, em seus quartos, num ambiente fechado, dormindo e acabam por inalar bem mais fumaça ", explicou Ricardo.

O promotor de justiça Túlio Novaes destacou o relevante valor educativo que intervenções como essas acabam surtindo para a mudança de realidade. "A educação ambiental vai apontar como caminho correto. As pessoas precisam modificar os seus atos, e no contexto social, modificar a tradição de queimar o lixo".

Para a secretária de Meio Ambiente Vânia Portela iniciativas como esta contribuem com a mudança de atitudes para com o local em que vivemos. "Nesse Dia 'D' nos reunimos para levantar reflexões a respeito das queimadas que é um ato ilegal, afeta o meio ambiente e por consequência a saúde humana".

Segundo o prefeito de Santarém Nélio Aguiar, atualmente muitos dos problemas em nossa cidade e em nosso país são culturais, aprendidos com costumes que achamos naturais, por exemplo, queimar lixo no quintal de casa. "É preciso romper com essa cultura. Precisamos construir uma cidade melhor com cidadãos que também queiram o melhor para Santarém".

Saiba Mais...

A Campanha é organizada pela Prefeitura de Santarém, por meio das secretarias de Meio Ambiente (Semma), Trabalho e Assistência Social (Semtras), Infraestrutura (Seminfra), Educação (Semed) e Saúde (Semsa), além da Defesa Civil e Coordenadoria de Esporte e Lazer. Tem como objetivo sensibilizar a população para a diminuição das queimadas no período de estiagem na região, tendo em vista os elevados números registrados pelos órgãos ambientais e de segurança nos anos anteriores.

São parceiros da mobilização o Ministério Público do Estado (MPE), Polícia Militar (PM), Núcleo Integrado de Operações (Niop), Ordem dos Advogados do Brasil/Subseção Santarém, 8º Batalhão de Engenharia Civil (8º BEC), Centro Regional de Governo, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Rio Tapajós Shopping, Barrudada Tropical Hotel e Corpo de Bombeiros, além das associações de moradores da zona oeste do município.

Durante a programação ocorreram, dentre outras atividades ações de saúde como vacinação, verificação de pressão arterial, testes rápidos das HIV/AIDS, educação ambiental e assistência social com a participação de 40 usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos entre Adolescentes e Idosos (SCFV).

Conforme dados da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de janeiro a julho deste ano já foram registradas 99 denúncias de poluição atmosférica ao órgão. Os bairros e comunidades rurais com registros de denúncias são:

- Floresta (07);
- Diamantino (06);
- Aparecida (05);
- Caranazal (07);
- Prainha (04);
- Maracanã (04);
- Vigia (04);
- Jardim Santarém (05);
- Ipanema (05);
- Matinha (04);
- Santana (04);
- Mararu (03);
- Santarenzinho (02);
- Área Verde (01);
- Uruará (03);
- Alter do Chão (01);
- São Cristovão (01);
- Nova República (02);
- Cucurunã (01);
- Elcione Barbalho (02);
- Santa Clara (02);
- Vila Amazonas (01);
- Aeroporto Velho (02);
- Santíssimo (01);
- Livramento (03);
- Santo André (02);
- Urumari (02);
- Santana do Ituquí (01);
- Aldeia (02);
- São Francisco (01);
- Interventoria (02);
- Mapiri (01);
- Centro (01);
- Alcione Barbalho (01);
- Vitória Régia (01);
- Salé (01);
- Fátima (01);
- Alvorada (01);
- Ocupação do Juá (02);

Júlio C. Guimarães Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação