Notícias

Atualizado em 10/08/2018 às 17h42

Profissionais da Semtras são capacitados para melhor atuar na assistência social do município


Aproximadamente 80 profissionais da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras), entre coordenadores, técnicos, psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, orientadores e educadores sociais participaram, no período de 07 a 10 de agosto, do curso de Atualização sobre a Organização e Oferta dos Serviços da Proteção Social Básica (PSB) e da Proteção Social Especial (PSE) do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

A capacitação foi solicitada pela Prefeitura de Santarém, por meio da Semtras a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho e Emprego (Seaster) para qualificar as equipes técnicas da PSB e PSE. O curso foi ministrado pelo sociólogo do Departamento da Proteção Social Básica da Seaster, Luiz Carlos Figueiredo, que atualizou os servidores.

"Trabalhamos especificamente a Proteção Social Básica no âmbito do Suas, os Centros de Referência de Assistência Social (Cras), o entendimento do que são os serviços da Proteção Social Básica fazendo a integração com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), as ações da rede socioassistencial, a rede setorial da assistência social e os demais equipamentos da assistência social enquanto média e alta complexidade, fazendo toda uma integração dessa rede. Essa capacitação abrangeu muitos servidores para ampliar todo um leque de informações", destacou o sociólogo.

A Secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social, Celsa Brito, ressaltou que Santarém é um município de grande porte que atende um número expressivo de pessoas em vulnerabilidade social e por isso há a necessidade de qualificar os colaboradores dos equipamentos sociais do município. "Contamos com 8 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), sendo 7 na cidade e 1 em Alter do Chão que além da área urbana abrange a região de rios, do planalto e também os indígenas venezuelanos. A Assistência Social passa por desafios diários. Temos técnicos de várias formações, alguns com mais experiência na assistência social, outros com menos. Seja qual for o grau de conhecimento devemos proporcionar capacitações para que todos estejam preparados para atender essa população que necessita de um bom atendimento, por isso estamos sempre buscando qualificar a prática profissional dos nossos colaboradores", pontuou a secretária.

Juntos, os 8 Centros de Referência de Assistência Social atenderam de janeiro a junho de 2018, 81.768 pessoas com serviços de inclusão e atualização cadastral no Cadastro Único, encaminhamentos ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), encaminhamentos para o Centro de Referência Especializado e Assistência Social, visitas domiciliares, acolhimento e acompanhamento no serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) de crianças, adolescentes e idosos e também o Serviço de Proteção e Atendimento Integral a Família (PAIF).

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação