Notícias

Atualizado em 16/06/2018 às 17h06

Segundo dia do Festival Gastronômico do Cozinha Tapajós destaca mais cinco chefs de Santarém


Na sexta-feira (15), segunda noite do Festival Gastronômico Cozinha Tapajós, enquanto no palco central na praça 7 de setembro, na Vila Balneária de Alter do Chão, os Chefs Betânia Spangember (regional), Roberto Smeraldi (Cozinheiro e Jornalista) e Neide Rigo (Nutricionista e Pesquisadora), nacionais e Pedro Schiaffino do Malabar Restaurante do Peru, se revezavam para apresentar suas especialidades, por meio da construção de seus pratos diante ao público espectador, no centro da praça 5 Chefs da culinárias de Santarém preparavam os pratos produzidos especialmente para o evento.

Nesta segunda noite foram dados destaques para os Chefs Alyne Carreira, Herbert Caldeira, Maria Betânia Spangember, Roger Carvalho e Zena do Carmo, que como na primeira noite, os visitantes puderam conhecer de maneira detalhada, suas técnicas para a produção de seus pratos, bem como informações Profissionais, as quais apresentamos nesta matéria:

Alyne CarreiraA Chef Alyne Carreira é carioca e morou por 7 anos em minas gerais. Formada em Gastronomia pela Funarte –MG e Especialista em Gestão de Eventos sempre busca atualização de conhecimentos para o avanço em suas práticas e mais qualidade em seus serviços, como os cursos Empretec do Sebrae, Somellier de cervejas e Panificação avanças que credenciam a Chef para o serviço de Consultoria gastronômica na região.

Em sua primeira visita de férias à Santarém se encantou pelas belezas naturais e riqueza de ingredientes da gastronômica do local e desde então reside em Santarém, Alyne Carrera levou para o Cozinha Tapajós o prato Acarajé Paraense e utilizou os seguintes ingredientes: vatapá de tucupi, vinagrete de avium e orelha de macaco,

Herbert CaldeiraO Chef mineiro, Herbert Caldeira, movido pela paixão na gastronomia tapajônica, reside em Santarém há 5 anos. Formado em Gastronomia pela Faculdade Unidas do Norte de Minas (Funorte) em Minas Gerais, acumula experiências em sua passagem por várias cidades do Brasil, onde aperfeiçoou suas técnicas em empreendimentos renomados no País, como a Pousada Maravilha (Fernando de Noronha), uma das melhores e mais caras pousada brasileira, no Fabbrique Pastifício (Recife), um dos mais conceituados Restaurantes Italianos, Fio de Azeite em Natal, o melhor Restaurante de comida saudável, Hardman Praia Hotel (João Pessoa), uma grande rede hoteleira de alto padrão, além de prestar Consultoria na área gastronômico.

Como tradição de família, sempre usou no preparo de suas especialidades a panela de barro e fogão a lenha. Em suas receitas tem a oportunidade de experienciar as transformação dos produtos, a junção de ingredientes e estilos gastronômicos na busca de forma simples e objetiva, a valorização dos sabores e dos insumos com que trabalha. Em seu estilo de trabalho Tapajônico apresenta o prato: Taco Caboclo que traz em sua essência os ingredientes como piracuí, banana da terra Feijão Santarém (manteiguinha), chicória, cebola, coentro, avium, limão, tomate, sal, pimenta do reino e cheiro.
Contato: (81) 99570-2010 (Herbert Caldeira)

Maria BetâniaA Chef Maria Betânia Spangemberg, reside em Alter do chão, onde é proprietária do Restaurante Siriá - Espaço Vegano de Alter. É formada em Pedagogia & Arte e atua como Coordenadora Pedagógica do Espaço Infantil IGARA, um espaço de artes e saberes para crianças com alimentação vegana, onde procura expressar sua arte no diálogo dos seus saberes, sabores e sua imensa riqueza regional com turistas de todos mundo que visitam o Espaço, ampliando essa troca de experiências.

Nascida em Minas Gerais, aos cinco anos mudou-se com a família para o Rio de Janeiro, onde cresceu e viveu grande parte de sua vida. Aprendeu a cozinhar com suas tias, mães e avós, tendo vivenciado a alegria típica das cozinhas mineiras.
Ainda muito jovem esteve no Acre e Rondônia a trabalho, onde nos primeiros contatos se encantou com os saberes e sabores da região norte. Porém o interesse pela gastronomia vegetariana e vegana aconteceu mais tarde, ao participar de uma oficina de culinária, em Friburgo no Rio de Janeiro, que unia a saúde e sabores e desde de Então vem se dedicando ao estudo dessa fusão: "Arte e Vida", especificamente na gastronomia Vegetariana e Vegana.

Em Búzios, balneário de Praia no Rio de Janeiro, juntamente com sua mãe Clélia Spangemberg criou e coordenou a companhia das artes, espaço que unia muitas expressões artísticas desde a gastronomia vegetariana as oficinas de artes para todas as idades. Com esse trabalho foi convidada à coordenação de artes e decoração do Hotel Atlântico Búzios, mas o desejo de retornar para a Amazônia permaneceu. Em 2010 veio conhecer a região do Tapajós e decidiu ficar, tomada por esta relação de paixão pela arte e cultura da região.

Para o Festival Gastronômico Cozinha Tapajós, a Chef Maria Betânia Spangemberg, preparou o prato: Patacones à moda do Tapajós e destaca os ingredientes como banana pacovan, azeite de Pupunha, feijão fradinho, gergilim torrado e processado, azeite extra virgem, sal, alho, cheiro verde, erva de jabuti (Panc), feijão verde, farinha de mandioca regional, cúrcuma, castanhas do Pará (Brasil), cebola, oleo de girassol, beterraba, jambu, curry, vinagre balsâmico, pimenta wai wai e açúcar mascavo.

Roger CarvalhoO Chef Roger Carvalho nasceu em Alenquer e cursou Gastronomia nas Faculdades Integradas Aparício Carvalho e desde 2017 encabeça a cozinha do Espaço Gastronômico Alter do Chão, o qual se destaca na cena gastronômica santarena com a fusão de ingredientes locais com a culinária contemporânea.

Com seus experimentos culinários, no Restaurante Espaço Gastronômico já representou o Tapajós em eventos de grande expressão na gastronomia, tais como a Feira Internacional do Turismo na Amazônia e Festival Fartura Brasil edição Belém. Também fez parte de importante publicação que uniu grandes chefes da Amazônia, o livro: Gastronomia Panamazônica: As melhores receitas da Amazônia Continental.

No Festival Gastronômico Cozinha do Tapajós, o Chef Roger Carvalho, apresenta o prato: Kairí (fome em tupi-guarani) e destaca o seguintes os ingredientes como o alho, pimenta de cheiro, cebola picada, manteiga, pirarucu defumado, feijão de Santarém (manteiguinha), farinha, banana da terra frita em cubinhos, Cheiro verde e Sal.

Zena do CarmoO Chef Zena do Carmo trabalha há 25 anos no ramo da gastronomia e há 4 anos no buffet Palace Eventos, localizado na rua Curuá-Uma 1726, em Santarém do Bairro da Prainha. Autônomo na profissão, formado em Gestão Ambiental pela Universidade Paranaense (Unopar) e recentemente acadêmico do curso de Gastronomia pela Faculdade Claretiano. Tem como ponto forte em sua culinária, pratos exóticos e afrodisíacos com ervas aromáticas e sempre busca a experimentação com pratos diferenciados. Especialista em preparo de pratos com peixes da região, tambaqui, filhote, pirarara, dentre outros.

No Festival Gastronômico Cozinha Tapajós, Zena faz um trabalho de resgate da culinária indígena, que busca trazer para o dia a dia da gastronomia da região, essa cultura que ainda não está evidenciada nos cardápios da região, com o prato: Pirawasu (peixe grande), que traz os ingredientes: Peixe filhote, arroz, amendoim torrado, cheiro Verde, pimenta de cheiro, avium, limão, Farinha branca. coco ralado, oleo de babaçu, jambu, camarão e sal.

Contato: 093 991431881 (Zena do Carmo).

Neste sábado (16), última noite do evento, mais cinco chefs seus pratos para a população santarena e convidados, confira:
Dia 16 de junho de 2018 - sábado
01 Rose Costa
02 Jander Farias
03 Débora Diniz
04 Ricardo Branches
05 Marcelo Matos

Tadeu Pinho Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação