Notícias

Atualizado em 14/06/2018 às 13h00

Secretária de Saúde visita novo prédio da Casa de Apoio em Belém


A secretária Municipal de Saúde, Dayane Lima, esteve na quarta-feira (13), em Belém, para cumprir uma agenda de compromissos ligados à pasta da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Na oportunidade, ela visitou o prédio da Casa de Apoio de Santarém, que existe há mais de vinte anos e está em novo endereço desde agosto de 2017. O prédio funciona atualmente na Av. Generalíssimo, 843, no bairro do Umarizal.

A antiga casa não oferecia mais condições de receber os paciente em tratamento, por esta razão, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), alocou um espaço mais amplo, arejado, confortável e de fácil acesso para atender os usuários. O local possui 29 camas; os quartos são todos no andar térreo, facilitando acessibilidade dos pacientes; cada quarto possui um banheiro e armários embutidos; além de uma área livre para lazer – que pode ser utilizada pelas crianças para brincar e pelos pacientes para o banho de sol.

Dayane Lima reuniu com a coordenadora do local, Markelly Monte e aproveitou para falar com alguns usuários que se encontram em Tratamento Fora de Domicílio (TFD) e estão hospedados na Casa de Apoio assim como dialogou com toda a equipe de servidores da casa. "Mesmo com o dia corrido, fiz questão de ir conhecer a nossa Casa de Apoio, para ver de perto como os nossos usuários são recebidos. Fiquei feliz em ver que o serviço é humanizado, o local é limpo, amplo, ventilado e os servidores qualificados para receber esta demanda", disse a secretária Dayane.

Ainda em Belém, a secretária participou da reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que reúne o colegiado estadual de Secretários Municipais de Saúde. Todos os meses, o encontro reúne os gestores municipais da saúde para discutir as demandas da saúde público no Estado.

O TFD

Para que o paciente tenha direito ao Tratamento Fora de Domicílio (TFD) é necessário preencher alguns requisitos como:

-Residir em STM;

-Ter garantido o atendimento no município de destino, através de aprazamento das Centrais de Consulta e Leito;
-Ter esgotado todos os recursos de diagnósticos e terapia, no município onde reside.

Enquadrando-se nesses pré-requisitos, o paciente é encaminhado à Casa de Apoio e recebe todo o auxílio necessário, inclusive alimentação e transporte para os atendimentos médicos.


Saiba Mais:

Angela Miranda Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação