Notícias

Atualizado em 14/06/2018 às 10h59

Indígenas venezuelanos realizam 2ª temporada de exposição de artesanato


A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras), através da Casa de Acolhimento para Adultos e Famílias (CAAF), em parceria com a Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), Iniciou na tarde desta quarta-feira (13), a 2ª temporada de exposição das peças artesanais confeccionadas pelos indígenas venezuelanos da etnia Waraos acolhidos pelo município. Chapéus, redes, paneiros, bijuterias são alguns dos materiais que serão expostos no Centro de Artesanato Cristo Rei, localizado na Avenida Barão do Rio Branco, Centro.

O secretário de Turismo, Diego Pinho, acompanhou a abertura da exposição e destacou que a parceria é fruto de uma grande relação. "Nós temos por entender que o município possui um povo acolhedor e receptivo e visamos com essa exposição de artesanato a participação de inclusão dos indígenas venezuelanos que estão em nossa cidade precisando dessa oportunidade para obter uma fonte de renda".

O servidor da Fundação nacional do Índio (Funai), Geraldo Dias, avaliou a oportunidade como uma iniciativa de cidadania. "Eles têm um trabalho belíssimo do artesanato e acho que a Prefeitura acerta no sentido de abrir esse espaço para a comunidade santarena conhecer o trabalho de uma população que saiu de seu país de origem por conta da situação completamente desumana e é recebido aqui na região de uma forma que tende a ser inserido nesse contexto com um artesanato de alta qualidade e a gente parabeniza essa iniciativa".

Entre as pessoas que foram prestigiar a abertura da exposição, um jornalista correspondente de uma rádio Venezuelana que está na cidade fazendo reportagens aproveitou para registrar a iniciativa. "Eu penso ser uma grande chance para os venezuelanos indígenas que são os mais sofridos da Venezuela exporem seu artesanato que é pouco conhecido por nós mesmos venezuelanos por falta de apoio. Eles têm uma arte muito bonita e agora estão tendo a oportunidade de mostrar para o mundo", disse o jornalista Oscar Escalona.

Segundo a coordenadora do CAAF, Juliana Fialho, essa é mais uma experiência. A expectativa é que a resposta e recepção do público seja positiva. "Esse trabalho de geração de renda é o segundo passo que damos e que vislumbra a autonomia dos indígenas acolhidos, pois a proposta da Assistência Social é trabalhar a autonomia do indivíduo".

À convite da Secretaria de Turismo, nos dias 14, 15 e 16 de junho a exposição será levada à vila balneária de Alter do Chão. As peças serão expostas durante o Festival Gastronômico "Cozinha Tapajós", na Praça 7 de setembro. Em seguida, retorna ao Centro de Artesanato Cristo Rei onde ficará por 15 dias.

A secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social, Celsa Brito, agradeceu o apoio dos demais artesãos do município que trabalham no Centro de Artesanato Cristo Rei e que estão acolhendo os indígenas nessa exposição.


Saiba Mais:

 

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação