Notícias

Atualizado em 31/05/2018 às 15h39

Grupo Kuatá apresenta-se no Projeto “Arte do Carimbó” após turnê no Rio de Janeiro e São Paulo


O Projeto "Arte do Carimbó" receberá neste sábado, 2 de junho, no Malocão do Parque da Cidade, o Grupo Kuatá pela segunda vez. O Projeto é organizado pelo Movimento de Carimbó do Oeste do Pará em parceria com a Prefeitura de Santarém, através das Secretarias Municipais de Cultura (Semc), Turismo (Semtur), Agricultura e Pesca (Semap) e Meio Ambiente (Semma). O evento ocorre todos os sábados, a partir das 17h, e é dividido em dois momentos, atividades recreativas seguidas de show musical.

O grupo Kuatá retorna a Santarém após realizar apresentações na região sudeste do país com público de duas mil pessoas. Ao todo foram sete shows no Rio de Janeiro (RJ), nas Casa do Porto, Ensaio Carimbloco e Bar do Nanam/Beco das Artes. E em São Paulo (SP) nas Virada Cultural, Teatro Brincante, Je Treme Mon'amour e Samba do Sol. O grupo realizou ainda duas oficinas. Na formação estão: Hermes Caldeira, Mestre de Carimbó e Coordenador do grupo, vocal e toca banjo; Diego Borges, voz, banjo e maracas; Sérgio Corrêa, sax; Rudá Nóbrega, curimbó, maracas e reco-reco; Edelson Borari, curimbó e maracas; Erik Erlan, curimbó e caixa e Luiz Manoel (maracas).

O mestre de carimbó e coordenador do grupo, Hermes Caldeira, falou sobre a primeira turnê no Rio de Janeiro e São Paulo e o retorno ao Projeto "Arte de Carimbó". "Estamos felizes por participar do pré-lançamento do selo Alter do Som, iniciativa do Boró, Espaço Alter do Chão, na finalidade de promover artistas da região do Tapajós. A participação do público nesses estados do sudeste foi maravilhosa, estamos imensamente agradecidos pelos apoiadores da viagem. Nós aprendemos muito nas oficinas, com os professores de lá que queriam aprender a dança do carimbó. Foi uma verdadeira troca de experiências. Estaremos neste sábado compartilhando com o público do Projeto Arte de Carimbó. Será nossa segunda apresentação sendo novamente um sucesso com a participação das pessoas", detalhou.

Até então a última apresentação do grupo no Projeto foi em 14 de abril. Nessa data, Hermes Caldeira dialogou com o público sobre um dos instrumentos de percussão, o curimbó. "O instrumento é o tambor de raiz. É confeccionado a partir dos troncos de árvores que caem naturalmente na floresta. No ateliê lixamos a madeira bruta e ocamos mais ainda a peça. O acabamento é feito com o encoramento em uma das pontas, atualmente utilizamos couro de boi. A palavra curimbó na língua indígena, Tupi-Guarani, significa – curi: pau oco – e – mimbó: escavado", explicou o mestre.

Mais informações
Alciane Ayres – Assessora de imprensa da Semc
Contato: (93-99179-4634 / 98130-8014) / ascom.semc.stm@gmail.com

Alciane Ayres Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação