Notícias

Atualizado em 28/05/2018 às 15h30

Ações de fiscalização orientam donos de lojas no centro comercial de Santarém


As intervenções de fiscalização ambiental quanto ao combate à poluição sonora seguem de forma contínua no Centro Comercial de Santarém. Nesta segunda-feira (28), equipe da Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), realizou trabalhos de orientação aos comerciantes.

Foram visitados diferentes pontos do Centro a fim de verificar se proprietários que usam caixas amplificadas estão usando volume acima do permitido.
Segundo o fiscal da Semma, Mário Maranhão, a poluição sonora é vista como um grave problema ambiental e a preocupação maior é com os danos provocados à saúde.

"Desde o início do ano estamos desenvolvendo campanhas educativas com estratégias que possam sensibilizar a população sobre os males que o som em excesso pode causar à saúde humana. Queremos contar com a ajuda de toda a população", destacou o fiscal.

Quem não cumprir a lei, extrapolando os limites do volume de sons que na zona urbana varia entre 55 a 70 decibéis, estará sujeito a pena de multa que chega até R$245.000,00 e ainda ter o equipamento de som apreendido.

Júlio C. Guimarães Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação