Notícias

Atualizado em 03/05/2018 às 13h31

Prefeitura de Santarém participa de lançamento do Projeto Beiradão 2018


Na busca de incentivar o empreendedorismo para o desenvolvimento das comunidades da Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapiuns, o Projeto Saúde e Alegria lançou nesta quarta (2), o Beiradão Empreendedorismo, Tecnologia e Comunidade 2018 que possibilita aos jovens das comunidades de Anumã, Pedra Branca e Carão, onde aconteceu o evento, circuitos de palestras e oficinas de aplicativo, animação e dentre outras atividades para formação, geração de renda e empreendedorismo na era digital.

A convite do Saúde e Alegria, a Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), da Prefeitura de Santarém esteve presente no evento para conhecer o projeto na perspectiva de contribuir no fortalecimento do "Turismo de Base Comunitária", visto que as comunidades têm grandes potencialidades para o desenvolvimento da atividade, como informou o Secretário de Turismo, Diego Pinho.

"Viemos para o evento conhecer uma das ações do Saúde e Alegria na região, pois o Projeto já desenvolve um trabalho muito importante no desenvolvimento das comunidades tradicionais. O governo municipal entende que é importante expandir o turismo como negócio e devemos vivenciar experiências exitosas e conhecer de perto os casos de sucesso, como é o Projeto Beiradão, que une o empreendedorismo e o turismo como uma das fontes de geração de renda para as comunidades".

Criar um cenário favorável para a geração de renda para as comunidades que vivem na floresta e em especial, nas áreas de reserva é um grande desafio, com o Projeto Beiradão busca-se aliar ações e eventos para incentivar o empreendedorismo e a implantação de tecnologias para esse fim, foi o que ressaltou Fábio Pena, coordenador do Núcleo de Educação do projeto.

"O projeto Rede Juventude Floresta Ativa é o resultado das necessidades dos jovens das comunidades que estão numa unidade de reserva de conservação. No nosso caso o Tapajós e Arapiuns, que são territórios que precisam se consolidar não só no sentido de proteger o meio ambiente, mas também na geração de renda para os moradores. É fundamental criar alternativas e o Beiradão é uma dessas possibilidades".

Durante a visita, o técnico do projeto, Paulo Lima, apresentou ao secretário todos os espaços e as mais variadas experimentações de atividades que se caracterizam como elementos do "Turismo de Base Comunitária". Dentre elas, está a busca de como potencializar a revitalização e manutenção do viço da "Terra Preta", muito farta naquela região e que é muito preciosa para a agricultura uma vez que é objeto de estudos para produção de uma nova geração de fertilizantes e condicionadores organominerais combinando biocarvão e nutrientes.

As organizações, Associação Tapajós, Centro Experimental Floresta Ativa (CEFA) e Cáritas do Brasil estiveram presentes no Evento.

Tadeu Pinho Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação