Notícias

Atualizado em 30/04/2018 às 13h57

Concerto "Mozart/Vivaldi" leva centenas de pessoas a ouvir musicalidade erudita


O Concerto "Mozart/Vivaldi" realizado no sábado (28), na Casa da Cultura, organizado pela Filarmônica Municipal de Santarém Professor José Agostinho, da Prefeitura de Santarém, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), levou centenas de pessoas a plateia do auditório Felisbelo Jáguar Sussuarana.

A apresentação instrumental contou pela segunda vez com o doutor em violino pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o paraibano Rucker Bezerra. "Apresentamos uma seleção de Mozart, dentre as importantes da história, a "Serenata do Amor", que deve ser a música erudita mais conhecida, e duas das "Quatro Estações" do Vivaldi, que contempla obras que o mundo todo se alegra, conhece e gosta", especificou.

Bezerra destacou a evolução instrumental da orquestra que sempre com disciplina nos ensaios mostra um resultado cada vez mais extraordinário. "Certamente o próprio nível do repertório já demonstra isso, a cada vez que a gente vem é um desafio novo. O nível das obras aumenta e há necessidade de mais ensaios e maior preparação. Consequentemente isso gera um conhecimento muito grande para a orquestra e o conjunto", enfatizou o violinista, quanto ao empenho da Orquestra Filarmônica de Santarém.

"Esta é a primeira vez que eu assisti a apresentação da Orquestra Filarmônica de Santarém e foi excelente. Uma verdadeira viagem no tempo de grandes compositores como Mozart e Vivaldi. Nos transportou para aquela época da melodia clássica erudita. É necessário apresentações deste gênero, com essas parcerias importantíssimas para o público santareno conhecer a história instrumental de outras partes do mundo e desses compositores. Exibição para aplaudir de pé", assim elogiou o acadêmico de engenharia civil, Andrew Amaral.

Segundo o maestro titular da Filarmônica Municipal, Rafael Brito, a proposta foi divulgar a música sinfônica com ênfase nas obras dos saudosos compositores clássicos estrangeiros Antônio Lúcio Vivaldi e Wolfgang Amadeus Mozart, na execução tecnicamente avançada da Orquestra Filarmônica Municipal de Santarém. "Nas obras de Vivaldi, o destaque para o clássico "As Quatro Estações". Ano passado foi apresentada a estação primavera, e neste ano, vamos apresentar duas estações, primavera e outono. No segundo semestre pretendemos completar as quatro estações do artista", disse o regente.

Sobre o violinista Rucker Bezerra

Venceu concursos no Brasil e na Itália. Atuou como solista e recitalista por todo o Brasil, Estados Unidos e na Europa, ao lado de nomes como Eleazar de Carvalho, Elena Herrera, Ernst Mahle, Lutero Rodrigues, André Muniz, Per Brevig, Antônio Del Claro, André Cardoso, Carlos Veiga, Helder Tretzfiger, Paolo Bellomia, e outros.

Em 2009, fez a estreia brasileira do "Concerto em Tiempo de Tango" do compositor argentino, Eduardo Alonso-Crespo, sob a direção do maestro Tiago Flores. Em 2015 fez a estreia do poema sinfônico "O Turista Aprendiz" de Danilo Guamais numa série de concertos no Brasil e na Alemanha. Em 2016, foi solista da Terra Symphony Orchestra, nos prestigiado Barishnikov Arts Center em Nova York. Em 2017 apresentou recital de mísca brasileira para violino solo em Dubai, Emirados Árabes Unidos.

Rucker Bezerra é regularmente convidado como professor e intérprete em festivais no Brasil e no exterior como o Festival de Música de Londrina, Festival Internacional de Belém, Festival de Música de Ourinhos, Festival Eleazar de Carvalho, Festival Música na Estrada, Eastern Music Festival e Hotchkiss Summer Festival.

Como camerista, Bezerra vem se destacando no cenário nacional como fundador e 1º violino do Quinteto Uirapuru. O Quinteto se apresenta regularmente por todo o Brasil em recitais e festivais de música. No ano de 2005, o CD "Sivuca & Quinteto Uirapuru" recebeu quatro indicações para o prêmio TIM de música, do qual saiu vencedor na categoria melhor arranjo.

Em 2007 recebeu em Brasília o diploma de Mérito Profissional, a mais alta comenda da Ordem dos Músicos do Brasil, por seus serviços prestados à cultura musical brasileira. Em mais de vinte anos como professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), já teve alunos premiados em concursos nacionais e internacionais.

Rucker Bezerra foi, de 1997 a 2010, spalla da Orquestra Sinfônica da Paraíba e de 2005 a 2011, professor visitante da Universidade Estadual do Pará. Como pesquisador, tem dois livros publicados na Europa que trata da música brasileira e suas origens folclóricas.

Atualmente, além das atividades acadêmicas, onde é membro permanente do programa de pós-graduação em Música da UFRN, é diretor artístico do Quinteto Uirapuru e spalla da Orquestra Filarmônica do Rio de Janeiro.

_____________________________________________________________________

Mais informações
Alciane Ayres – Assessora de comunicação/Semc
Contato: (93-99179-4634)/ascom.semc.stm@gmail.com

Alciane Ayres Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação