Notícias

Atualizado em 31/03/2018 às 14h15

Espetáculos da Semana Santa reúnem religião, tradição e cultura nos palcos


Na diretriz da religião católica, o momento volta-se a ênfase de reviver na Semana Santa, nas residências, na igrejas, nas vias públicas o propósito de de Jesus Cristo, a humanidade. A noite de sexta-feira santa (30), os munícipes estiveram com diferentes opções de espetáculos temáticos. O misto nos palcos reuniu a religião, a tradição e cultura artística cênica/musical com os tradicionais espetáculos a " Paixão de Cristo 2018", do Grupo Teatral Kuaré, e o sacro "Jesus, o filho do Homem" com o tema "O teu amor me salvou" do Grupo de Teatro de Aparecida (Grutap). As apresentações foram apoiadas pela Prefeitura de Santarém, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semc) e demais parceiros. Incluindo nesta mesma data o apoio ao II Recital da Paixão, organizado pelo Núcleo da Saúde do Movimento de Cursilhos de Cristandade (MCC), no auditório da Casa da Cultura.


Para o secretário municipal de Cultura, Luis Alberto Figueira, os espetáculos se aperfeiçoam a cada apresentação. Muitas novidades nas cenas, a qualidade progressiva da interpretação, e assim como os demais segmentos artísticos culturais. "Vimos nesse espetáculo da Paixão de Cristo, o público como ator. A participação com falas, a interação dos atores e atrizes dialogando com a plateia. E no domingo de Páscoa, a reapresentação do espetáculo, oportunidade a mais ao público, apresentado nesta sexta-feira na Paróquia de Nossa Senhora de Aparecida, e reapresentado no domingo, dia 1º de abril, o espetáculo sacro [Jesus, o filho do Homem]", destacou o titular da pasta da Cultura no município.


Presentes no espetáculo do Kauré, estavam o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar , o vice-prefeito, José Maria Tapajós, e os secretários de governo. 


Espetáculo "Paixão de Cristo" do Grupo de Teatral Kauré
Em meio à encenação, o coordenador Alenilson Ribero estimou o público de aproximadamente 3 mil pessoas na área do Espaço Pérola do Tapajós. O dinamismo foi com musicalidade e teatro. Logo na abertura, a importância de Maria Santíssima foi destaque, o inédito, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Conceição, a padroeira dos católicos santarenos em comemoração ao Círio de número 100, a ser realização neste ano. Houve ainda as participações de membros das Igrejas Adventista e da Paz, a intervenção artística musical da intérprete, Priscila Castro e prosseguindo com a média 150 pessoas envolvidas no espetáculo, dentre atores, técnicos e produção.

"É muita alegria, do passado ao presente, 33 anos na realização deste espetáculo. E foi possível com grandes apoiadores, dentre a Prefeitura de Santarém, por meio das secretarias municipais de Cultura e Agricultra e Pesca, demais secretarias municipais, o empresariado local e outros. Este espetáculo tem força no município, fomenta o turismo religioso, o comércio, a mão de obra e mexe muito com a juventude, quando os tira de possíveis situações de risco, e traz para o espetáculo, seja como parceiro ou como expectador na plateia. A encenação foi integrada com atores dos grupos teatrais Terra Firme, Último Minuto, Kairós e Papa Xibé", detalhou o coordenador do espetáculo e do grupo teatral Kauré.


O público foi tocado, por meio da cenografia, o uso inovações tecnológicas na iluminação e o uso de imagens no telão em cada uma das 20 cenas que retrataram principais passagens da vida, morte e ressureição de Cristo.

A estudante de 12 anos, Davile Katrine, pela primeira vez na plateia do espetáculo Paixão de Cristo, disse ter ficado admirada. "A qualidade da interpretação somada à cenografia alcançou a finalidade do despertar /reforçar, a realidade bíblica de Cristo na Terra".


"Eu, em vários momentos, fui ao extremo do choro ao riso, principalmente nos da alegria, por conta das cenas do nascimento, a humilde, a crença na ressureição das pessoas daquele século e cremos no presente, a elevação aos céu dele. Nossa! Muito real a qualidade ímpar dos atores e atrizes. As cenas provocaram em vários momentos de concentração voltados a avaliar, sobre meus erros e acertos já vividos, eu me concentrei, orei e pedi perdão e agredeci a Deus", destacou a adolescente emocionada.


A atriz Vania Rêgo, interprete no espetáculo da personagem Maria Santíssima, diz ter vivido momentos especiais. " A mãe de Jesus tem grande importância à crença das pessoas. Na minha vida ela tem significado magnífico. A vida do meu filho, o João Carlos Miranda, desde o nascimento, é um milagre, eu pedi muito a Nossa Senhora para interceder junto a Deus. Ela caracteriza por ser forte, fervorosa, inúmeras qualidades e tenho a honra de servir na interpretação dela junto com meu filho, João que fez novamente a interpretação do filho de Deus no espetáculo. Emoções duplicadas, e estamos aqui hoje, pela graça de Jesus Cristo ter salvo a humanidade", destacou.


A preparação cênica da Mãe de Jesus pela artista esteve relacionada a pesquisa, técnicas e emoção. "Primeiramente fiz a leitura bíblica, é essencial. Depois, assisti muitos filmes, ouvi músicas a respeito dela. A troca, o diálogo como meu filho, o João Miranda, foi importantíssimo, por conta da fala e do gestual da Mãe de Cristo. Aprendizados que fizeram eu pensar e viver o personagem. Muita técnica e muito sentimento envolvido", completou a atriz da atuação como Maria Santíssima.

 

Espetáculo, "Jesus, o filho do Homem" do Grupo teatral Grutap

Nas dependências da área da Paróquia de Aparecida, o espetáculo "Jesus, o filho Homem", do grupo Grutap, com 18 cenas. Na terceira, uma das novidades da apresentação, a participação de crianças no momento do nascimento de Jesus Cristo. "A apresentação do coral com 15 crianças da pré-catequese e os três Reis Magos cantaram para o Menino Jesus, a participação do coral mostra a multiplicação dos saber religioso, cênico e cultural trabalhado pelo grupo teatral. A primeira exibição alcançou nossa expectativa, resultado de enorme trabalho conjunto, parceiros e apoiadores. Envolvemos e emocionamos o público na certeza que estamos evoluindo na cenografia, nos textos, nas tecnologias e principalmente no massificar a palavra de Deus ao próximo", explicou, o coordenador do espetáculo do Grupo de Teatro de Aparecida (Grutap), Abel Solano .


Aproximadamente 1.500 pessoas estiveram prestigiando o espetáculo do Grutap, formado com 80 atores e 30 (técnicos e atores). A reapresentação do espetáculo será no domingo de Páscoa, 1º de abril, às 20 horas, na área ao lado da Igreja de Nossa Senhora de Aparecida. Localizada na Avenida Marechal Rondon, s/n, quase esquina com a Travessa Barjonas Miranda, bairro Aparecida, com ingressos a R$ 3. A bilheteria do espetáculo estará aberta a partir das 17 horas. Para mais esclarecimentos sobre o espetáculo do Grutap, com os assessores de imprensa do espetáculo, Ageíse Navarro (93-99124-6299), Aritana Aguiar (93-99124-7871) e Júlio César Guimarães (93-99131-7763).


Ambos os espetáculos têm no quadro artístico profissionais qualificados com licenciatura ou especializações em Teatro, entre, a santarena, formada pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) em Licenciatura em Teatro, Patrícia Sardinha, do espetáculo "Paixão de Cristo".

 

Sexta na Casa Cultura: II Recital da Paixão com gravação de DVD
A Prefeitura de Santarém, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), apoiou a organização do Núcleo da Saúde do Movimento de Cursilhos da Cristandade (MCC) na apresentação ao II Recital da Paixão. O cenário foi no auditório da Casa da Cultura, na noite de sexta-feira (30). Ainda ocorreu a gravação o DVD da apresentação musical-religiosa. Aproximadamente 360 pessoas estiveram na plateia.

Segundo o coordenador cultural do Recital, Vitor Cordeiro, a proposta foi o envolvimento do público na passagem bíblica da Paixão de Cristo através da musicalidade. "Apresentamos uma dinâmica diferente, dividida em quatros blocos: o primeiro, amor de Deus, o segundo, perdão, o terceiro, Maria Santíssima e o quarto a Paixão. Cada bloco temático apresentado simultaneamente com a musicalidade, as interpretações serão de solos e duetos", explicou.

Serviço:
Espetáculo sacro : "Jesus, o filho do homem" (Grupo de Teatro de Nossa Senhora Aparecida (GRUTAP)
Dia: domingo (1º de abril)
Horário: 20 horas
Local: Na área ao lado da Igreja de Nossa Senhora, no bairro Aparecida.
Ingresso: R$ 3

Alciane Ayres Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação