Notícias

Atualizado em 23/03/2018 às 10h04

Dados de 2017 apontam que tuberculose reduziu em relação aos 4 anos anteriores em Santarém

Foram 116 casos em 2017, número menor do que o registrado de 2013 a 2016.


Dia 24 de março é comemorado o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), está com equipes de multiprofissionais nas Unidades Básicas de Saúde (UBS's), realizando a orientação, esclarecendo dúvidas e falando sobre os riscos que a tuberculose pode trazer se não for tratada adequadamente, podendo levar à morte.

A tuberculose é uma patologia causada pelo Mycobacterium tuberculosis, o bacilo de Koch, uma bactéria que é transmitida através das vias respiratórias, de pessoa a pessoa, através de gotículas de saliva, na sua fase bacilar (antes do início do tratamento).

Segundo dados do relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a tuberculose, a doença causa em torno de 5 mil mortes por dia em todo o mundo. São mais de 1,6 milhão de pessoas que perdem a vida, todos os anos, para a doença. O Brasil tem um terço de toda a carga de tuberculose das Américas e figura no grupo de países que reúne quase 40% de todos os casos de tuberculose do mundo. A patologia constitui um problema de saúde prioritário no Brasil. Trata-se de uma doença que atinge a todos os grupos etários, com maior predomínio nos indivíduos economicamente ativos e do sexo masculino.

Os locais mais acometidos são os pulmões, onde os bacilos se alojam e se multiplicam provocando uma destruição do tecido pulmonar. Atualmente, a forma mais eficaz no combate à doença é o coquetel com antibióticos, sendo eles: Rifampicina, Etambutol, Pirazinamida e Isoniazida.

Redução

De acordo com dados divulgados esta semana pela Coordenação Municipal do Programa de Controle da Tuberculose da Semsa, no município de Santarém, como em outras cidades do Brasil, a maioria dos casos diagnosticados de tuberculose abrange indivíduos do sexo masculino, adultos. Sendo que, atualmente, os bairros que apresentaram o maior número de casos em 2017 foram: Santa Clara, Conquista, Interventoria, Uruará, Livramento, Jardim Santarém, Santíssimo. De 2011 até 2017, a média de casos registrados anualmente em Santarém é de 122, sendo: 111 casos em 2011; 99 em 2012; 125 em 2013; 134 no ano de 2014; 138 casos em 2015; 134 casos no ano de 2016;

O número de casos foi menor ano passado em relação aos outros quatro anos. Esse número reduziu para 116 casos em 2017. Até março de 2018, já foram registrados 17 novos casos de tuberculose no município de Santarém.

A tuberculose é transmitida de pessoa a pessoa. Ao espirrar, tossir ou falar, o doente com tuberculose nos pulmões espalha no ar as bactérias que podem ser aspiradas por outras pessoas.

Para a coordenadora municipal do programa de Controle da Tuberculose da Semsa, enfermeira Tayane Matos, é muito importante que as pessoas procurem as unidades de saúde no aparecimento de qualquer sintoma como: tosse por mais de três semanas, acompanhada ou não de febre no fim do dia, suor noturno, falta de apetite, perda de peso, cansaço ou dor no peito. "Após o diagnóstico na unidade, o tratamento deve ser feito o quanto antes e por um período mínimo de seis meses, diariamente e sem nenhuma interrupção, mesmo com o desaparecimento dos sintomas. Lembrando que o tratamento é totalmente gratuito", salientou.

Programação
26 de março de 2018
Hora: 8h30 - Abertura da Semana de combate e controle da Tuberculose 2018
Local: Unidade Básica de Saúde do Aeroporto Velho
End.: Travessa Ceará, s/n
Atividade: Educação em saúde, objetivando orientar o público em geral acerca da doença.

27 de março de 2018
Hora: 8h30 - Abertura da Semana de combate e controle da Tuberculose 2018
Local: Unidade Básica de Saúde da Nova República
End.: Av. Tancredo Neves, s/n, próximo ao Mercado da Nova República
Atividade: Educação em saúde, objetivando orientar o público em geral acerca da doença.

28 de março de 2018
Hora: 8h30 - Abertura da Semana de combate e controle da Tuberculose 2018
Local: Unidade Básica de Saúde do Maicá
End.: Av. São Cristóvão, s/n, bairro: Maicá
Atividade: Educação em saúde, objetivando orientar o público em geral acerca da doença.

9 a 13 de abril de 2018
Equipes das Unidades Básicas de Saúde estarão realizando a Busca ativa de sintomáticos respiratórios. Visita com informações a respeito da patologia. Palestras educativas abordando a importância do diagnóstico precoce, observação dos sinais e sintomas e adesão ao tratamento. Neste mesmo período, enfermeiros instrutores da Estratégia Saúde da Família (ESF) e da Estratégia Agentes Comunitários de Saúde (EACS), estarão realizando, em todas as Unidades Básicas de Saúde do Município, uma capacitação com o tema "Tuberculose na Atenção Básica: o papel da equipe de Saúde na Prevenção e Diagnóstico Precoce". O público alvo serão os técnicos de enfermagem e os agentes comunitários de saúde.

Dayse Lima Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação