Notícias

Atualizado em 14/03/2018 às 17h11

Comissão é criada para conduzir processo de reconhecimento do HMS como Hospital de Ensino


 

O prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, reuniu na tarde desta quarta-feira (14) com a direção da Organização Social Instituto Panamericano de Gestão (IPG), que está administrando o Hospital Municipal, e com representantes da Universidade do Estado do Pará (Uepa). O encontro foi para assinar um decreto que cria uma comissão que vai conduzir as adequações necessárias para obter o reconhecimento do HMS, em um Hospital de Ensino (HE).

"O Hospital Municipal já vem contribuindo com a formação de alunos de vários cursos na área da saúde e de várias instituições de ensino aqui de Santarém, mas, nós ainda não temos o reconhecimento do MEC e nem do Ministério da Saúde como um Hospital de Ensino. Agora nós estamos trabalhando para de fato termos esse reconhecimento, essa comissão criada hoje por exemplo, é justamente para fazer toda a documentação necessária, ver o que nós já temos, o que necessita criar em termos de estrutura organizacional, estrutura física também. Tudo isso é para nos adequarmos às exigências das portarias do MEC e do Ministério da saúde", explicou o prefeito Nélio Aguiar.

 

Nélio ainda ressaltou que junto a esse reconhecimento, o município poderá ganhar também mais recursos para investir na média e alta complexidade do Hospital Municipal. "O trabalho que será feito em parceria com Organização Social é para melhorar cada vez mais a qualidade da prestação do serviço de urgência e emergência. Nós ainda não temos um prazo determinado para esse reconhecimento do HMS como HE, mas além do trabalho que estamos fazendo aqui no município, a prefeitura está se articulando em Brasília para que em um curto prazo, nós consigamos esse reconhecimento na área da saúde do nosso município", finalizou o prefeito Nélio Aguiar.

Para quem trabalha na formação de novos profissionais na área da saúde, a parceria é super importante e traz oportunidades para que os profissionais que se formam no município continuem atendendo na região de origem.

"Essa formação de qualidade do médico, visto que temos uma deficiência grande de quantidade de médicos na nossa região pra atender a demanda da nossa população é muito importante, importante no sentido de formar o profissional, de mostrar pra ele que a assistência é de qualidade e com isso atraí-lo para que ele fique na nossa região. Nós precisamos evitar que os profissionais só se formem no nosso município e depois vão embora, isso tem que parar de acontecer, por que nós estaremos ofertando um serviço que presta a assistência de qualidade e também teremos os programas de residência onde eles irão finalizar a formação e exercer a função como um profissional de qualidade", explicou professor coordenador da Universidade do Estado do Pará, Luiz Fernando Gouvêa.

 

Luiz ainda acrescentou: "A organização da assistência vinculada ao ensino é grandioso tanto para quem tem assistência, quanto para quem contrata o serviço. O município junto com a universidade nunca deixam de ser parceiros, só precisamos estreitar e estipular metas para que possamos melhorar essas ações e trazer no fim benefícios para a sociedade que busca profissionais de qualidade, como também para a Universidade que terá um espaço de qualidade para formar um profissional mais coerente", finalizou o coordenador.

Keliane Tomé Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação