Notícias

Atualizado em 04/03/2018 às 12h37

Em blitz, 90% dos condutores aderem à campanha pelos direitos de crianças e adolescentes


A blitz que aconteceu no final da tarde de sábado (3), na Avenida Tapajós, em frente à Praça do Pescador, conseguiu que 90% dos condutores de veículos permitissem levar em seus carros e motos o adesivo da campanha "Todos Contra Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente".

Essa foi a segunda etapa da campanha do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdca), em parceria com a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras), que teve início em outubro de 2017, e pretende esclarecer e chamar a atenção das mais diversas violações de direitos contra criança e adolescente e convocar a população a denunciá-las por meio do disk 100 ou pelo app Proteja Brasil, ferramentas importantes para receber as denúncias.


"Achei essa ação muito importante não só por tratar de abusos contra crianças, mas também de adolescentes em geral. Campanha assim é muito importante para incentivar outras pessoas, porque tem pai que não enxerga esse tipo de violência e a maioria das vezes, pessoas da própria família cometem esses abusos", declarou.


Aleksandra Melo, estudante de Fisioterapia que fez questão de fixar em seu veículo o adesivo da campanha.

 "Esse é um momento muito importante que a população está passando por aqui e aceitando que seu veículo seja adesivado, nós esperamos que seja divulgada a campanha, pois é muito importante levar esse tema, é nossa obrigação proteger nossas crianças de toda violência, nós somos responsáveis por todos, a obrigação é minha e sua também", enfatizou Graça Almeida, conselheira do Comdca.

A secretária de Trabalho e Assistência Social de Santarém, Celsa Brito, que fez questão de ajudar fixando adesivos nos veículos, lembrou a primeira etapa da campanha com o relançamento do app Proteja Brasil, ferramenta gratuita que qualquer pessoa pode baixar no celular e que, mais uma vez, a campanha está sendo divulgada agora de uma forma mais leve, com uma blitz na orla da cidade, com faixa, música, fixação de adesivos, pois esse tema é delicado que trata sobre violação de direitos de crianças e adolescentes. "É importante frisar que a sociedade tem que denunciar por meio do disk 100, aplicativo Proteja Brasil, nos 8 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Conselho Tutelar, Vara da Infância, existem várias formas de fazer essa denúncia contra violação de direitos, que todas as pessoas que aderiram à campanha possam estar atentas a diversas situações de violações", declarou Celsa Brito.

 A campanha "Todos Contra a Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente" será encerrada em 18 de maio, dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Criança e Adolescente.

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação