Notícias

Atualizado em 01/02/2018 às 12h21

Semtras traça planejamento estratégico do Suas em Santarém


Foram dois dias intensos de avaliação e discussão visando o planejamento estratégico do Sistema Único de Assistência Social (Suas) para o município. Aproximadamente 30 coordenadores dos equipamentos da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) estiveram no auditório do Restaurante Popular, avaliando as ações de 2017 e alinhando o que será trabalhado no decorrer de 2018. É a primeira vez que a Semtras realiza a oficina, que visa a padronização do fluxo de atendimento e, assim, garantir o máximo de acesso aos recursos pela população em situação de vulnerabilidade Social.


"Foram dias importantes para que possamos organizar melhor nossas ações no Suas. Temos 8 Cras, 7 na cidade e um em Alter do Chão, um Creas, Centro Pop e demais equipamentos que trabalham com a nossa população em situação de vulnerabilidade social. A oficina avaliou as ações de 2017 a qual tivemos gratificantes realizações e para melhorarmos ainda mais e alcançar nossa metas nós discutimos com os coordenadores dos equipamentos da assistência o planejamento dessas ações, para que o uso desses recursos seja realmente efetivado e aplicados para as pessoas em situação de vulnerabilidade social", explicou a secretária municipal de Trabalho e Assistência Social, Celsa Brito.


"Iniciamos 2018 com um plano de cada serviço em execução. Mas eles devem estar alinhados com a metodologia do Suas, inclusive com as metas que foram pactuadas com os governos federal e estadual. O BPC, por exemplo, será intensificado dentro dos serviços, porque temos uma meta para cumprir. Temos que atingir quem precisa desse benefício para que ninguém em Santarém o perca em função da não inclusão no Cadastro Unico", destacou Roselene Andrade, coordenadora de planejamento da Semtras.


"Pela primeira vez nesses meus cinco anos trabalhando na assistência social, o planejamento é discutido mais aprofundado e específico esclarecendo as metas, antes o planejamento era tratado de forma ampla, não havia uma estratégia como a que foi discutida aqui nesses dois dias. Agora, vamos trabalhar para cumprir essas metas e alcançarmos nossos objetivos", avaliou Poliana Dias, coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Santana.


Sobre o BPC


O Benefício de Prestação Continuada - BPC é um benefício assistencial na Constituição Federal de 1988 que garante a transferência mensal de um salário mínimo à pessoa idosa com 65 anos ou mais e à pessoa com deficiência de qualquer idade, mesmo que não tenha contribuído para a Previdência Social.
Nos dois casos, o cidadão que pleiteia o benefício deve comprovar não possuir meios de se sustentar ou de ser sustentado pela família (renda familiar total de até ¼ do salário mínimo).


O Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social é um tipo de ajuda mensal equivalente a um salário mínimo que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).


Porém, para isso os beneficiários devem estar inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Em 2017, foi decretado que todos os beneficiários fizessem a inclusão no Cadastro Único (CadÚnico), em todo o Brasil, mas esse prazo foi prorrogado para 2018. Em Santarém até dezembro ainda faltavam fazer a inclusão 1.278 idosos que correm o risco de ter suspenso o beneficio se não fizer a inserção até dezembro de 2018.


O idoso ou deficiente para fazer a inclusão no CadÚnico pode procurar o Cas/Caec ou um dos 8 Cras do município.


Confira os endereços do Cas/Caec e dos 8 Centros de Referência de Assistência Social (Cras).


Cas/Caec - Av. Sérgio Henn, S/N – Bairro Aeroporto Velho

Cras Nova República – TV. 25 s/n, ao lado da Escola Estadual Maestro Wilson Dias da Fonseca, bairro Nova República.


- Cras Alter do Chão – Tv. Antonio Agostinho Lobato s/n Av. Firmino Bagata e Av. Everaldo Martins ao lado da Delegacia de Polícia e próximo ao terminal de ônibus Alter do Chão, Centro.


- Cras São José Operário – Rua Nações Unidas, s/n entre Barão de São Nicolau e Tupauilândia, bairro São José Operário.


- Cras Caranazal – Tv. Luiz Barbosa, nº 1310, entre Plácido de Castro e Borges Leal, bairro Caranazal.


- Cras Urumari – Rua Cristóvão Colombo, s/n antiga escola São João Batista Miléo, bairro Urumarí.


- Cras Ribeirinho – Av. Tapajós s/n, altos do Mercadão 2000


- Cras Santana – Rua Gonçalves Dias, s/n entre Barão de Guajará e Pedro Gentil, bairro Santana.


- Cras Santarenzinho – Rua Nossa Senhora do Rosário, s/n esquina com São Lucas, Próximo a Escola Eilah Gentil, bairro Santarenzinho.

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação