Notícias

Atualizado em 25/01/2018 às 13h26

Aproximadamente 8 toneladas de pescado sem procedência são apreendidas

Responsável pela carga será multado em R$ 160 mil e produto doado às instituições filantrópicas.



 Foram apreendidos na manhã desta quinta-feira (25), aproximadamente 8 toneladas de pescado numa embarcação proveniente do município de Tapauá (AM). A operação foi comandada pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), e Polícia Militar (PM).

Segundo o chefe de fiscalização da Semma, Arlem Lemos, após denúncia anônima, os fiscais ambientais e a PM se dirigiram até a embarcação, ancorada nas proximidades do Mercado do Peixe e constataram que a carga não tinha os documentos necessários para comprovar a origem do pescado.

"Encontramos espécies como o pacú, que está proibida pelo defeso", e complementou. "A infração ambiental se dá pela embarcação que não apresenta declaração de estoque. Foi lavrado o auto de infração, auto de apreensão e aplicada multa de R$ 160 mil", informou Arlem Lemos.

 

Saiba mais:

Como o pescado é um produto perecível, toda a apreensão será destinada às instituições filantrópicas. São elas: Seara, Asilo São Vicente de Paula, Pastoral do Menor, Casae e APAE. A entrega aconteceu na tarde desta quinta-feira (25) no Porto Marques Pinto, bairro Prainha. 

Esta é segunda apreensão de pescado inapropriado em menos de 24h feita pela  Semma e PM, sendo que na quarta (24), uma operação no Lago do Aramanaí resultou na apreensão de 100 Kg de peixe e 50 malhadeiras, um total de 1.500 metros. A apreensão se deu por se enquadrar na infração de pesca predatória. As espécies serão doadas à Casa Rosa.

 Para denúncias, a população pode registrar o flagrante de qualquer crime ambiental com fotos, ou vídeos, ou informar os nomes dos envolvidos por meio de denúncias à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, pelo 3522-5452, ou à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), ou no Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), ou acionar o Núcleo Integrado de Operações (Niop) pelo 190. A identidade do cidadão será mantida em absoluto sigilo.

 

Júlio C. Guimarães Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação