Notícias

Atualizado em 16/01/2018 às 9h44

Moradores de Vila Nova devem receber ação da Vigilância em Saúde


A Prefeitura de Santarém, por meio da Divisão de Vigilância em Saúde (Divisa), órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), deve realizar um trabalho de conscientização e de fiscalização na comunidade de Vila Nova, no Eixo Forte. Uma oficina foi realizada na segunda-feira (15) junto aos moradores da comunidade e contou com a parceria de acadêmicos da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

A solicitação foi dos próprios moradores, que vêm sofrendo especialmente com a quantidade de lixo descartado sem o devido cuidado, principalmente nos finais de semana, quando aumenta a procura pelos balneários localizados às margens do igarapé da comunidade.

Além da problemática do lixo, também foi discutido com os moradores a construção de sumidouros ecológicos para as águas servidas, evitando que ela seja despejada dentro do igarapé. Valter Matos, que representou a Divisa no encontro, explicou que as ações dos órgãos serão desenvolvidas levando em conta as demandas dos moradores. Após esse diagnóstico apresentado pela associação, a Divisa deve realizar ações educativas e de fiscalização, em parceria com outros órgãos, junto aos donos de balneários localizados ao longo da comunidade. Ele informou ainda que deve ser feito um trabalho educacional de conscientização quanto ao descarte de lixo para evitar a proliferação de roedores, animais peçonhentos, insetos, dentre outros.

"Nos colocamos à disposição dos moradores para garantir a qualidade de vida deles. A ideia é fazer a verificação de risco sanitário, tentado eliminá-lo, melhorando assim a qualidade de vida de todos", salientou.

Novas reuniões devem acontecer nos próximos dias para traçar todas as estratégias que devem ser utilizadas pelos órgãos parceiros naquela comunidade.

Dayse Lima Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação