Notícias

Atualizado em 13/12/2017 às 9h06

GMEF encerra atividades de 2017 com apresentações e criação do Dia Municipal da Educação Fiscal


O Grupo Municipal de Educação Fiscal (GMEF), vinculado à Secretaria Municipal de Gestão, Orçamento e Finanças (Semgof), da Prefeitura de Santarém, apresentou na terça-feira (12), na Casa da Cultura, o resultado das atividades realizadas em 2017. O Grupo encerra as atividades deste ano com duas grandes conquistas: terceiro lugar no prêmio Nacional de Educação Fiscal (Projeto Cidadão Nota 10, da Escola Rosilda Wanghon) e aprovação na Câmara de Vereadores do Projeto de Lei que institui a data 12 de dezembro, como o Dia Municipal da Educação Fiscal.

Leia também:

A tarde na Casa da Cultura foi marcada por apresentações de teatro, música e dança dos projetos das escolas municipais que integram o GMEF. Os projetos desenvolvidos nas instituições utilizam o lúdico para ensinar a importância dos impostos à sociedade e a necessidade de todos conhecerem quais seus direitos e obrigações.

Entre as apresentações, quem foi prestigiar pôde conhecer o "Carimbó dos Tributos", desenvolvido pela Escola Rosilda Wanghon, terceiro lugar no Prêmio Nacional de Educação Fiscal de 2017. "A principal função do Projeto Cidadão Nota 10 é mostrar a importância dos impostos para a população, porque pagamos impostos, pra que eles servem. A gente sabe que muita gente reclama do alto número de impostos, mas eles têm uma função muito importante que é a de retornar à sociedade em forma de benefícios: educação, saúde, infraestrutura. Ter o envolvimento dos alunos em uma ação tão importante para o país, para o município é mais que importante, porque eles conseguem mostrar e aprender também, de uma forma simples e divertida, através de jogos, músicas e danças", afirmou o professor e coordenador do Projeto Cidadão nota 10, Marivaldo dos Santos.

Além da culminância das atividades realizadas em 2017 o Grupo Municipal de Educação Fiscal comemorou nesta terça-feira (12) 11 anos de criação.

Para a secretária municipal de Gestão, Orçamento e Finanças que coordena o Grupo, Josilene Pinto, o momento é de levar incentivo para mais escolas. "Hoje estamos comemorando pelas vitórias deste ano, mas também buscando levar mais incentivo para as crianças do nosso município. Incentivos através de projetos como esse da Escola Rosilda Wanghon que foi uma vencedora. Que sirva de motivação para que mais crianças das escolas de Santarém possam entender e propagar os seus direitos e obrigações como cidadãos", ressaltou.

Para a equipe, o objetivo de formar cidadãos conscientes e críticos foi alcançado em 2017. "As crianças já sabem que no momento de uma compra, por exemplo, eles já têm que solicitar uma nota fiscal, onde os tributos são distribuídos aos cofres públicos para ajudarem na construção e melhoria da nossa cidade. Elas aprendem a cuidar do nosso patrimônio, aprendem que isso ajuda e muito desenvolvimento crítico de cada cidadão e levam essas informações pra dentro de casa para que os pais também se tornem cidadãos conscientes", explicou a vice coordenadora do GMEF, delagada da Receita Federal, Lourdes Maria Carvalho.

GMEF - foi fundado com o intuito de conscientizar os cidadãos a crescerem com a consciência do exercício da cidadania. É composto por representantes de órgãos municipais, estaduais e federal, e a coordenação cabe ao secretário de Finanças que estiver no cargo, sendo atualmente Josilene Pinto. Atualmente, 75 escolas da Rede Municipal de Ensino e o Instituto Esperança de Ensino Superior (Iespes) estão vinculados ao Grupo Municipal de Educação Fiscal.

Keliane Tomé Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação