Notícias

Atualizado em 25/11/2017 às 12h23

Assinada ordem de serviço para construção de terminal hidroviário em Santana do Tapará


Em cerimônia realizada na noite de sexta-feira (25), na Associação Comercial e Empresarial de Santarém (Aces), o governador Simão Jatene assinou a ordem de serviço para construção do terminal hidroviário no distrito de Santana do Tapará, localizado no município de Santarém. A solenidade contou com a presença do prefeito Nélio Aguiar e várias autoridades das três esferas: municipal, estadual e federal. (Baixe aqui as fotos da cerimônia)

A homologação do resultado da licitação das obras do terminal Santana do Tapará saiu na edição de terça-feira (21) do Diário Oficial do Estado. A expectativa é que em dezembro deste ano, também seja autorizada a construção do terminal hidroviário na antiga Tecejuta, na área urbana de Santarém.

O prefeito de Santarém destacou que esse é o ponta pé inicial para tirar Santarém de uma situação insatisfatória. "O terminal em Santana do Tapará vai auxiliar na integração de Santarém com os outros municípios da região. E com a assinatura da construção do terminal na antiga Tecejuta, previsto pra dezembro, estaremos tirando Santarém de uma situação incomoda, com o atual porto em frente a Praça Tiradentes, que não possui a estrutura mínima para operar e receber toda a demanda de cargas e passageiros. É um problema histórico em Santarém. Ficamos bastante alegre, porque estamos bem próximos de resolver esse problema e oferecer mais segurança e conforto à população de Santarém e toda a região do Baixo Amazonas ", afirmou Nélio Aguiar.

O governador Simão Jatene ressaltou que as obras foram possíveis através dos impostos pagos pelos paraenses. "Não é possível fazer obras no valor de R$ 80 milhões sem que isso tenha uma origem. A origem desse recurso é o imposto que cada paraense paga. Eu me sinto feliz em pode contribuir fazendo com que esse imposto se transforme em serviço, atividade ou investimento que vai atender um velho sonho da população. Agora o governo do Estado e Municipal precisam unir forças para que o mais rápido possível essas obras sejam entregues".

O recurso para o projeto foi aprovado no fim de 2016 na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa). "Mesmo com a crise, as obras estão acontecendo em nosso Estado, principalmente nesta região do Baixo Amazonas. São mais de R$ 100 milhões em obras e a união do Estado com o Município é fundamental para garantir o desenvolvimento com qualidade de vida às pessoas", afirmou o presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda.

Anna Karla Lima Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação