Notícias

Atualizado em 18/05/2020 às 18h42

Prefeitura disponibiliza canal de atendimento para esclarecimentos sobre violência contra a mulher

O mundo está vivenciando a pandemia da Covid-19 e para que o avanço da doença não aconteça, o isolamento social se apresenta como uma das principais medidas para a contenção dos casos. Porém, a adoção do distanciamento tem potencializado o aumento da violência doméstica contra as mulheres, por isso, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras), e o Centro de Referência Especializado de Atendimento à Mulher- Maria do Pará disponibiliza a partir desta terça-feira (19) uma linha telefônica para prestar orientações à mulher em situação de violência.

O número  (93) 99134-8542 funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. "Queremos que as mulheres saibam que não estão sozinhas, se estão passando por alguma situação devem ligar para pedir ajuda, e assim receber orientações dos nossos profissionais. Santarém conta com uma rede de enfrentamento à violência contra a mulher comprometida e esse canal é só mais uma forma de protegê-las", destacou Celsa Brito , secretária municipal de Trabalho e Assistência Social.

Santarém conta com atendimentos do Centro de Referência Especializado de Atendimento à Mulher- Maria do Pará que presta acolhida, acompanhamento psicossocial e orientação jurídica às mulheres em situação de violência  sexual, patrimonial, moral, física, psicológica, assédio sexual, assédio moral, etc. O espaço proporciona um processo de mediação familiar em casos que não consubstanciam violência física – tem parceria direta com a Delegacia de Atendimento à Mulher e o Abrigo de Mulheres.

O Centro Maria do Pará funciona de segunda a sexta-feira de 8h às 14h, na Travessa Luiz Barbosa, nº 1310 – Bairro Caranazal (entre Plácido de Castro e Av. Borges Leal).

Se você está vivenciando um desses tipos de violência a baixo citados você pode ligar e receber orientações sobre como deve proceder.

Tipos de violência contra a mulher

Violência física: entendida como qualquer conduta que ofenda sua integridade ou saúde corporal, tais como: lesão corporal, homicídio (matar ou tentar matar com golpes de faca, esganadura, disparo de arma de fogo, afogamento envenenamento), etc.

Violência moral: qualquer conduta que configure calúnia, difamação (xingamento, insultos, agressões verbais) ou injúria.

Violência psicológica: toda ação ou omissão que causa ou visa causar dano à autoestima, a identidade, à liberdade ou ao desenvolvimento da pessoa abrangendo ameaças, humilhações, chantagens, discriminação, cobranças ou controle de comportamento.

Violência sexual: constranger a presenciar, manter ou a participar de relação sexual não desejada, mediante intimidação, ameaça, coação ou uso da força.

Violência patrimonial: reter, subtrair, destruir, parcial ou totalmente objetos (móveis dentro da casa), instrumento de trabalho, documentos pessoais (queimar, rasgar carteira de trabalho, de habilitação, certidões de casamento e nascimento, etc.).

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação